Metro de Lisboa assina contratos de financiamento de 554 milhões de euros para novas linhas até Alcântara e Odivelas

Os investimentos serão financiados a 100% pelo PRR – Plano de Recuperação e Resiliência e ambas as extensões da rede deverão estar concluídas até 31 de dezembro de 2025.

O Metropolitano de Lisboa (ML) anunciou hoje, dia 20 de setembro, a assinatura de dois contratos de financiamento no valor global de 554 milhões de euros para a concretização dos investimentos relativos às novas linhas até Alcântara e do metro ligeiro de superfície para Odivelas.

Estes contratos de financiamento para assegurar a expansão da rede foram assinados com a Estrutura de Missão ‘Recuperar Portugal’, no âmbito do PRR – Plano de Recuperação e Resiliência 2026, “que determinam o apoio financeiro destinado à concretização e operacionalização destes investimentos”.

“O contrato relativo ao INVESTIMENTO TC-C15-i01 ‘Expansão da Rede de Metro de Lisboa – Linha Vermelha até Alcântara’ fixa um financiamento de 304 milhões de euros, prevendo o contrato relativo ao INVESTIMENTO TC-C15-i03 ‘Metro Ligeiro de Superfície Odivelas-Loures’ um financiamento de 250 milhões de euros, valores que correspondem, em ambos os projetos, ao custo total do investimento”, adianta um comunicado do ML, acrescentando que “os presentes investimentos e financiamentos têm um prazo de conclusão em 31 de dezembro de 2025”.

O mesmo documento avança que “estes investimentos são realizados ao abrigo do PRR 2026 reafirmando o objetivo de continuar a melhorar a mobilidade urbana, na ótica do desenvolvimento sustentável e da descarbonização, com benefícios ambientais associados”.

“O prolongamento da linha Vermelha de São Sebastião a Alcântara terá uma extensão de quatro quilómetros e quatro novas estações: Amoreiras, Campo de Ourique, Infante Santo e Alcântara, efetuando-se nesta última a ligação à futura Linha Intermodal Sustentável que promoverá a ligação ao concelho de Oeiras (LIOS Ocidental)”, esclarece o comunicado em questão.

A administração do ML assinala ainda que “o Metro Ligeiro de Superfície Odivelas-Loures terá um total de 18 estações e 12 quilómetros de rede”, adiantando que “esta linha irá estender-se num corredor em ‘C’, que ligará o Hospital Beatriz Ângelo ao Infantado, com ‘interface’ e transbordo para Lisboa na Estação de Metropolitano em Odivelas”.

Recomendadas

Crédito a empresas vai cair este ano face a 2020, avisa Paulo Macedo

As empresas “recorreram às linhas para alongar maturidades e por isso vão precisar menos de crédito a curto prazo”, avisou o CEO da CGD que teceu ainda críticas ao Programa Retomar. “Alguém se candidatou? Só por curiosidade”. Em alternativa defendeu o prometido “Programa Capitalizar”. Banca vai ter primeiro stress test ambiental já em 2022, anunciou.

Toyota movido a hidrogénio bate recorde: 1.360 km sem reabastecer

O Toyota Mirai bateu o recorde de distância com um único tanque para os automóveis a hidrogénio.

Presidente demissionário da CP explica decisão no Parlamento. Veja em direto

A pedido do PSD, Nuno Freitas é ouvido esta quarta-feira na Comissão de Economia, Inovação, Obras Públicas e Habitação a pedido do PSD, para falar da sua saída e do futuro da empresa.
Comentários