Microsoft confirma a compra da Nuance por 19,7 mil milhões de dólares

Esta é a segunda maior compra compra da Microsoft desde que adquiriu a rede social LinkedIn.

A Microsoft vai comprar a Nuance, uma empresa especializada em reconhecimento de voz através de Inteligência Artificial, por 19,7 mil milhões de dólares. Este negócio tem o objectivo de aumentar a presença e o know-how da Microsoft no mercado de reconhecimento de voz, principalmente no segmento da saúde onde a Nuance tem uma implantação significativa. A Microsoft irá pagar 56 dólares por cada acção da Nuance, o que corresponde a um acréscimo de 23% em relação ao valor das acções da Nuance no fecho do mercado na última sexta-feira. O negócio também vai incluir a dívida da Nuance.

O produto mais conhecido da Nuance é o software Dragon, que usa ‘deep learning’ para transcrever a voz humana para texto. O sistema vai melhorando o desempenho ao longo do tempo, porque se vai adaptando à voz do utilizador. A Nuance licenciou esta tecnologia a várias empresas, sendo a mais famosa a Apple que a utiliza no assistente de voz Siri.

Este negócio, que vale 19,7 mil milhões de dólares, é a segunda compra mais cara da Microsoft desde a aquisição da rede social LinkedIn em 2016, por 26 mil milhões de dólares.

A transcrição digital de voz tem-se tornado mais fiável num grande conjunto de aplicações, desde consultas médicas, até reuniões e aulas. O crescimento do trabalho remoto também criou novas oportunidades. Por exemplo, com o aumento das videoconferências, seria muito vantajoso integrar uma funcionalidade de transcrição automática em software como o Zoom, ou mesmo o Teams.

Para a Microsoft, uma empresa em que 2 terços dos resultados vêm da venda de software empresarial e da cloud, melhorar os serviços de transcrição nestes cenários de utilização faz todo o sentido.

No entanto, o foco imediato será o mercado dos cuidados de saúde, onde as duas empresas já tinham trabalhado em conjunto no passado. Em 2019, as duas empresas anunciaram uma parceria estratégica para a utilização do software da Nuance para digitalizar os dados de saúde dos clientes da Microsoft. A tecnologia de saúde da Nuance, incluindo a plataforma Dragon Medical One, que está desenhada para identificar termos médicos, é utilizada por mais de 500000 médicos em todo o mundo e em 77 por cento dos hospitais nos Estados Unidos.

As primeiras notícias que davam conta deste negócio foram publicadas pela Bloomberg no último fim-de-semana e vem no seguimento da compra da editora de jogos Zenimax em Março, por 7,5 mil milhões de dólares. A Microsoft considerou adquirir a rede social TikTok, no ano passado, e circulam também várias notícias que indicam que pode estar em negociações para a aquisição da plataforma de vídeo Discord.

PCGuia
Recomendadas

Startup portuguesa Bloq.it junta-se à Glintt para “vender” medicamentos em cacifos inteligentes

Segundo as empresas, este é um «um processo totalmente autónomo, rápido, que evita a espera em filas para atendimento e que demora menos de dez segundos».

Alunos do Instituto Politécnico de Setúbal criam três apps para ajudar cuidadores informais de doentes com Alzheimer

Para este projecto, os alunos juntaram-se num curso-piloto a a dez cuidadores informais, três profissionais de saúde e quatro profissionais ligados à área das TIC.

Empresas europeias querem impedir a Microsoft de oferecer o OneDrive e outros serviços com o Windows

Várias empresas tecnológicas europeias, lideradas pela Nextcloud, queixaram-se à Comissão Europeia por a Microsoft estar a distribuir vários serviços e aplicações com o Windows.
Comentários