Migrantes: GNR resgata 49 crianças na Grécia

As duas embarcações da UCC destacadas para o mar Egeu na costa das ilhas de Samos e Chios, resgataram um total de 49 crianças, 25 mulheres e 39 homens.

A unidade de controlo costeiro (UCC) da GNR resgatou 113 migrantes que tentavam alcançar território grego, durante a madrugada de 11 para 12 de setembro. As duas embarcações da UCC destacadas para o mar Egeu na costa das ilhas de Samos e Chios, resgataram um total de 49 crianças, 25 mulheres e 39 homens.

Para efetuar o resgate, a UCC utilizou a tecnologia de visão noturna e o radar, para poder identificar as embarcações durante o período noturno. As embarcações que transportavam os migrantes encontravam-se a cerca de duas milhas náuticas de distância do porto de Pythagorio.

Este ano, as unidades da GNR destacadas para o mar Egeu efetuaram um total de 721 patrulhas, que correspondem a mais de cinco mil horas, onde foram percorridos mais de 63 mil quilómetros, e que detetaram 207 embarcações que transportavam no total 1842 migrantes.

Esta operação da GNR ocorre no âmbito da missão da Angência Europeia de Fronteira e Guarda Costeira (FRONTEX) no mar Egeu, que segundo a mesma visa “prevenir, detetar e reprimir casos de imigração ilegal, tráfico de seres humanos e outros crimes fronteiriços, contribuindo fundamentalmente para a salvaguarda de vidas humanas no mar através de missões de busca e salvamento”.

Recomendadas

Urgência da Maternidade Alfredo da Costa retoma hoje normalidade

A ministra da Saúde garantiu hoje que a Maternidade Alfredo da Costa (MAC), em Lisboa, vai retomar o normal funcionamento a partir das 20:00 de hoje, admitindo que o serviço de anestesiologia esteve em contingência por falta de anestesistas.

Zero alerta para falhas perigosas na gestão de resíduos eletrónicos

A associação Zero saudou hoje o reforço das inspeções à gestão de Resíduos de Equipamentos Elétricos e Eletrónicos, alertando para ilegalidades no tratamento destes lixos que colocam em perigo a saúde e o ambiente.

Morreu Otávio Neto Varela, ex-embaixador de Portugal em Pequim

O diplomata Octávio Neto Valério, que participou nas negociações do acordo com a China para a transição de Macau, morreu na quinta-feira, aos 89 anos.
Comentários