Ministro autoriza permuta de professores do quadro

O Ministério da Educação aceitou hoje a proposta do SIPE – Sindicato Independente de Professores e Educadores para que professores de quadros de zona pedagógica e professores de quadros de agrupamento possam permutar entre si no início do próximo ano letivo. De fora ficam os contratados.

A realização das permutas vai decorrer no início de setembro, altura em que os professores dos quadros de zona pedagógica ficarão a saber onde são colocados. O anuncio foi feito pelo  Sindicato Independente de Professores e Educadores, após a reunião no Ministério da Educação no âmbito das negociações do diploma de que regulamenta as permutas entre os docentes.

 

“Seria uma grande injustiça se a tutela deixasse de fora deste processo docentes que contam já com muito tempo de serviço, e que, de outra forma, não iriam conseguir ficar colocados perto de casa e das suas famílias”, salienta Júlia Azevedo, em comunicado de imprensa.

 

Não faria qualquer sentido que o Ministério não contemplasse a possibilidade de docentes de quadros de zona pedagógica e quadros de agrupamento poderem permutar entre si e facilitar a aproximação à zona de residência de professores que há anos têm de lidar com o facto de se verem privados de estar perto das suas famílias.

 

Júlia Azevedo refere ainda que a tutela “insiste em deixar de fora os professores contratados, argumentando que não estão abrangidos pelo estatuto carreira-docente, e por essa razão o Ministério entende que não podem permutar”. 

 

Segundo o documento do SIPE, a tutela admitiu que fossem elegíveis para a permuta os docentes que forem opositores à mobilidade interna independentemente descem ou não colocados. Mas descartou a criação de uma plataforma onde os professores interessados se pudessem inscrever e obter informação sobre os outros professores interessados em permutar e facilitar todo o processo.

Recomendadas

Ifo. Cerca de 40% dos economistas considera que políticas ambientais europeias são insuficientes

Numa altura em que as políticas de “carbon pricing” da UE se vão estender aos edifícios e aos transportes rodoviários, os economistas consultados pelo Instituto de Pesquisa Económica alemão pedem que também o aquecimento

Descoberto mecanismo que pode explicar maior ou menor gravidade da infeção por Covid-19

O estudo, liderado pela investigadora Salomé Pinho, mostrou que as células T circulantes “trocam os seus glicanos [moléculas de açúcar] de forma específica após a infeção com o SARS-CoV-2” e que essa alteração é “mais pronunciada” em indivíduos assintomáticos do que sintomáticos.

“Imparidades? Temos verificado alguma estabilidade a este nível em Portugal”, revela responsável da Cetelem

Dados do Barómetro Europeu do Observador Cetelem revelam que Portugal foi o terceiro país europeu com maior impacto negativo no poder de compra para os consumidores. Nesta “Fast Talk” da plataforma multimédia JE TV, José Pedro Pinto, Executive Administrator & Chief Marketing and Sales da Cetelem, pormenoriza mais dados sobre este estudo.
Comentários