MK Premium investe 1,8 milhões em dois edíficios em Lisboa e no Porto

“O objetivo da MK Premium é investir entre 5 e 7 milhões de euros no final deste ano, tanto em Lisboa como no Porto,” afirma Daniel Leiva, sócio-fundador da MK Premium.

A empresa espanhola de gestão de ativos imobiliários MK Premium adquiriu dois edifícios residenciais localizados na áreas ‘prime’ de Lisboa e Porto, anunciou a empresa esta segunda-feira, 17 de setembro.

Os dois imóveis foram adquiridos por um valor total de mais de 1,8 milhões de euros.

Em Lisboa, a empresa adquiriu um grande edifício residencial com três pisos e composto por um total de nove casas, entre 52 e 99 metros quadrados, com uma extensão de 836 metros quadrados (mais 946 metros quadrados terreno comum) perto do Bairro Alto.

Na cidade do Porto, a MK Premium chegou a acordo para a compra de uma propriedade de 163,5 metros quadrados, composta por três casas e dividida em três andares, na Rua João das Regras.

“O objetivo da MK Premium é investir entre 5 e 7 milhões de euros no final deste ano, tanto em Lisboa como no Porto. Por enquanto, adquirimos quatro edificios que representaram um investimento económico de três milhões de euros”, refere Daniel Leiva, sócio-fundador da MK Premium. Em cinco meses, a empresa adquiriu já quatro imóveis.

Localizada em Barcelona, a MK Premium pretende adquirir 80 ativos até ao final do ano e um investimento de cerca de 25 milhões de euros, entre as suas quatro localizações em Barcelona, ​​Madrid, Lisboa e Porto.

 

Ler mais
Recomendadas

Imobiliário: Lisboa vista como uma das 10 cidades mais atrativas para investir em 2021

A capital portuguesa ocupa o décimo lugar numa lista que é liderada por Londres, mas onde a predominância é alemã. Estudo indica que cerca de 60% dos investidores europeus planeiam investir mais em imobiliário este ano do que em 2020.

Rendas das casas caíram 18% em Lisboa desde o início da pandemia (com áudio)

A cidade do Porto registou uma descida de 8%, enquanto em Portugal Continental a quebra foi de 6%. O valor médio das rendas fixou-se nos 9,4 euros/m2 nos contratos realizados durante o primeiro trimestre de 2021.

Taxa de esforço para pagar renda da casa. Três cidades portuguesas no top-10 a sul da Europa

Setúbal, Faro e Évora integram uma lista que é liderada por Milão, mas onde também entram Lisboa e Porto, onde a taxa de esforço no pagamento da renda da casa é superior a Roma.
Comentários