MK Premium investe 1,8 milhões em dois edíficios em Lisboa e no Porto

“O objetivo da MK Premium é investir entre 5 e 7 milhões de euros no final deste ano, tanto em Lisboa como no Porto,” afirma Daniel Leiva, sócio-fundador da MK Premium.

A empresa espanhola de gestão de ativos imobiliários MK Premium adquiriu dois edifícios residenciais localizados na áreas ‘prime’ de Lisboa e Porto, anunciou a empresa esta segunda-feira, 17 de setembro.

Os dois imóveis foram adquiridos por um valor total de mais de 1,8 milhões de euros.

Em Lisboa, a empresa adquiriu um grande edifício residencial com três pisos e composto por um total de nove casas, entre 52 e 99 metros quadrados, com uma extensão de 836 metros quadrados (mais 946 metros quadrados terreno comum) perto do Bairro Alto.

Na cidade do Porto, a MK Premium chegou a acordo para a compra de uma propriedade de 163,5 metros quadrados, composta por três casas e dividida em três andares, na Rua João das Regras.

“O objetivo da MK Premium é investir entre 5 e 7 milhões de euros no final deste ano, tanto em Lisboa como no Porto. Por enquanto, adquirimos quatro edificios que representaram um investimento económico de três milhões de euros”, refere Daniel Leiva, sócio-fundador da MK Premium. Em cinco meses, a empresa adquiriu já quatro imóveis.

Localizada em Barcelona, a MK Premium pretende adquirir 80 ativos até ao final do ano e um investimento de cerca de 25 milhões de euros, entre as suas quatro localizações em Barcelona, ​​Madrid, Lisboa e Porto.

 

Ler mais
Recomendadas

Aquisição de imóveis por não-residentes chegaram aos 13,3% do valor total transacionado

O Algarve ultrapassou Lisboa como a região que mais atraiu o investimento imobiliário por não-residentes, na maioria deles franceses e britânicos.

Preços das casas desaceleram para 7,8% no segundo trimestre

Este valor equivale a menos 2,5 pontos percentuais (p.p) do que o verificado no trimestre anterior. Por outro lado, o valor das transações diminuiu 15,2% quando comparado com o trimestre anterior.

Taxa de juro no crédito à habitação cresceu 0,9% em agosto

Este aumento é superior em 1,7 pontos base (p.b.) ao registado no mês anterior. Já a prestação média manteve-se em 226 euros, enquanto o capital médio em dívida teve um crescimento de 114 euros, fixando-se agora nos 54.317 euros.
Comentários