PremiumMota-Engil deverá ganhar mil milhões com projetos de gás natural em Moçambique

Um estudo reservado da consultora Nau Securities prevê que o EBITDA da construtora nacional neste país possa ser crescer em 30% nos próximos cinco anos devido aos contratos estimados nesta área.

A Mota-Engil está na posição dianteira para ganhar contratos de construção de infraestruturas no âmbito dos diversos projetos de extração de gás natural liquefeito (GNL, ou LNG, em inglês) que estão a arrancar em Moçambique. De acordo com um research reservado da Nau Securities, a que o Jornal Económico teve acesso, as estimativas apontam para que a construtora nacional consiga garantir contratos no montante de cerca de 900 milhões de euros apenas no segmento de construção de infraestruturas onshore (em terra) para os projetos de GNL em Moçambique no período entre 2020 e 2025, ou seja, nos próximos cinco anos.

No entender da Nau Securities, se se concretizar esta previsão, a Mota-Engil, que já é líder de mercado no setor da construção em Moçambique, “iria acrescentar 30% ao valor das obras que compõem a sua carteira de encomendas, numa base proforma, e potencialmente gerar 180 milhões de euros de EBITDA adicional no mesmo período”, recordando que o EBITDA da Mota-Engil em Moçambique no final do primeiro semestre do ano passado se cifrou em 194 milhões de euros.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas

CMVM diz que CCCC pode comprar 30% da Mota-Engil sem OPA tendo em conta mudança de estatutos prevista

O regulador respondeu à construtora chinesa sobre o acordo para a compra de 30% da Mota-Engil sem obrigatoriedade de OPA, porque a mudança de estatutos prevista retira poderes a quem tem 30% da empresa. Mas a CMVM avisa que continuará a acompanhar a atividade da Mota-Engil e a respetiva estrutura acionista (incluindo a relação entre os titulares de participação qualificada), no sentido de garantir o cumprimento pontual de todas as normas legais.

Sector da construção em contraciclo aumenta investimento e VAB em 2020, dizem Associações

“O investimento em construção evidenciou-se com um crescimento de 4,8%, num ano em que o investimento total registou uma variação de -4,9%, em termos homólogos. Os dados são das associações do sector.

Mota-Engil com novo contrato para construir autoestradas na Polónia no valor de 150 milhões

O grupo português ganhou um contrato de conceção e construção (reabilitação e expansão) da Autoestrada S19 na Polónia. Uma empreitada com o valor adjudicado de 150 milhões de euros.
Comentários