Mota-Engil lamenta morte de Jorge Coelho recordando “exemplo de responsável e empenhada cidadania”

Em comunicado, a empresa liderada por Gonçalo Moura Martins destaca o trabalho do também ex-dirigente socialista e antigo ministro, referindo-se a Jorge Coelho como “um homem da casa e da família Mota-Engil, amigo comprometido e empenhado no desenvolvimento e sucesso do grupo”.

O Grupo Mota-Engil reagiu, esta quarta-feira, “com enorme pesar e consternação” à morte de Jorge Coelho, vice presidente do conselho de administração e accionista da construtora de obras públicas.

Em comunicado, a empresa liderada por Gonçalo Moura Martins destaca o trabalho do também ex-dirigente socialista e antigo ministro, referindo-se a Jorge Coelho como “um homem da casa e da família Mota-Engil, amigo comprometido e empenhado no desenvolvimento e sucesso do grupo”.

Na nota, o conselho de administração destaca algumas das suas qualidades, nomeadamente, “profissional de excelência, líder empresarial,  agregador de vontades”, afirmando ter sido “exemplo de responsável e empenhada cidadania”.

O ex-dirigente socialista e antigo ministro Jorge Coelho morreu hoje na Figueira da Foz, de doença súbita, quando visitava uma casa na zona turística da cidade, disse à agência Lusa fonte dos bombeiros.

De acordo com Jody Rato, comandante dos Bombeiros Voluntários da Figueira da Foz, Jorge Coelho, de 66 anos, sentiu-se mal durante a visita a uma habitação na rua da Liberdade, na zona turística do Bairro Novo.

“A senhora que estava com ele ligou para o 112 e quando a nossa equipa chegou ao local ele estava em paragem cardiorrespiratória. Foram feitas manobras de reanimação mas não foi possível reverter a situação”, tendo o óbito sido declarado no local, adiantou o comandante.

Ler mais
Relacionadas

Rui Rio lamenta “profundamente” e envia condolências ao PS e família

Também o PSD, numa nota de pesar, expressou “consternação” com a notícia da morte de Jorge Coelho, que “a todos apanhou de surpresa”.

António Guterres: “Admirável servidor da causa pública e um amigo muito querido”

“Mas, acima de tudo, Jorge Coelho um amigo muito querido que me acompanhou em momentos decisivos da minha vida e face ao qual tenho uma enorme dívida de gratidão”, frisa o secretário-geral das Nações Unidas.

Ferro Rodrigues chocado com morte de Jorge Coelho: um “homem bom e solidário que sempre se bateu por causas”

O presidente da Assembleia da República e ex-líder socialista reagiu com “choque e muita tristeza” à morte do seu amigo e camarada Jorge Coelho, antigo ministro, deputado e dirigente também do PS.
Recomendadas

Sines vai arrancar com o projeto do Data Centre Campus

A cerimónia de apresentação do projeto será presidida pelo ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos.

Plano de Recuperação e Resiliência deixou cair cinco projetos rodoviários, mas Governo garante financiamento nacional

Os cinco projetos que deixam agora de contar com financiamento do PRR são o IC35 – Sever do Vouga/IP5(A25); ligação ao IP3 dos concelhos a sul; IC31 – Castelo Branco/Monfortinho; EN341 – Alfarelos (EN342)/Taveiro (acesso ao terminal ferroviário de Alfarelos); e IC6 – Tábua/Folhadosa.

Projeto de lítio para a mina do Barroso entra em consulta pública

Caso não haja atrasos, a concessionária Savannah prevê receber a DIA em agosto de 2021. Dependente dos resultados do EIA, a construção deve iniciar-se em 2022, prevendo-se alcançar a produção comercial em 2023.
Comentários