Mouraria quer expulsar famílias portuguesas para dar as boas-vindas aos turistas

17 famílias estão em risco de serem expulsas das suas casas no bairro da Mouraria. Proprietário do prédio quer transformar o edifício num alojamento turístico.

As dezassete famílias têm pouco mais de um ano para abandonar as casas na Rua dos Lagares. Algumas têm só até novembro para procurar outra habitação. Entre o verão deste ano e o fim de 2018 vão ter de deixar sair do prédio, no típico bairro da Mouraria para dar lugar a um alojamento local para turistas. Em causa está um projeto que pretede remodelar o prédio número 25 na Rua do Lagares. Ainda não há informação oficial mas já há pedidos na câmara para as obras.

Os moradores pretendem encontrar ajuda e apoio na reunião pública do município, que se realiza hoje na Câmara de Lisboa.

A maioria dos inquilinos já reside naquele prédio há décadas e agora não têm para onde ir, como conta a reportagem feita pelo Público, na edição do jornal de hoje.

O prédio tem poucas condições, telhados fraco, infiltrações e ratos, contam os moradores ao Público. O edifício mudou há pouco tempo de proprietário. Pertence agora a uma empresa de investimentos imobiliários, chamada IberAquisições, e algumas famílias já foram notificadas de que a empresa não vai renovar os contratos de arrendamento.

O jornal dá também conta de que toda a Mouraria está em mudança. Não é apenas um prédio. Já há um condomínio de luxo a ser construído, “vários edifícios da rua já foram reabilitados e outros estão abandonados  e a cair”.

Nem todos os moradores receberam ordem de saída mas mesmo esses têm muitas queixas em relação ao estado do prédio. Apesar das rendas terem sido aumentadas nos últimos anos, não houve quaisquer obras no edifício e as condições continuam “degradantes”.

Ler mais
Recomendadas

Perto de 120 novos inspetores iniciaram funções na PJ

Depois de terem terminado o período de nove meses de estágio com sucesso, 118 novos inspectores da PJ vão agora iniciar funções, representando um reforço de mais de 10% nos operacionais para investigar a criminalidade mais grave e complexa do nosso país. É a primeira vez desde 2015 que a PJ receberá “sangue novo”. Estão ainda mais 100 reforços na calha.

Harvey Weinstein considerado culpado de violação e agressão sexual

O veridicto foi divulgado esta segunda-feira. Weinstein foi considerado culpado de ato sexual criminoso em primeiro grau e violação em terceiro, segundo o jornal “The New York Times”. Até agora, ainda não foram dados pormenores da pena que será aplicada.

Mundo tem de se preparar para uma “eventual pandemia”, diz OMS

“Devemos concentrar-nos na contenção [da epidemia], enquanto fazemos todo o possível para nos prepararmos para uma possível pandemia”, disse Tedros Adhanom Ghebreyesus, numa conferência de imprensa em Genebra.
Comentários