Mourinho já deixou mais de 140 milhões de euros nos cofres da Luz

Empréstimo do médio Gedson Fernandes, cuja taxa de empréstimo ronda os 4,5 milhões de euros, é o sétimo negócio entre o SL Benfica e clubes treinados por José Mourinho. No total, o técnico português já deixou 142,5 milhões no Estádio da Luz.

José Mourinho – Chelsea FC e Real Madrid

O médio da formação do SL Benfica, Gedson Fernandes, deverá ser oficializado no Tottenham Hotspur, de José Mourinho, através de um empréstimo de época e meia com uma taxa de empréstimo de 4,5 milhões de euros e uma cláusula de opção de compra do passe de 50 milhões de euros.

A contratação do médio internacional português, mesmo que a título de empréstimo, é o sétimo negócio entre o SL Benfica e clubes treinados por José Mourinho e a concretizar-se, o treinador setubalense perfaz um total de 142,5 milhões de euros em contratações efetuadas na Luz.

O primeiro negócio concretizado entre clubes treinados pelo ‘special one’ e o SL Benfica foi o médio internacional português Tiago que, no verão de 2004 (primeira época de Mourinho em Inglaterra, deixou o Estádio da Luz rumo ao Chelsea por um valor de 12 milhões de euros.

Seria necessário esperar mais seis anos para que José Mourinho fosse reforçar-se ao Estádio da Luz. O então técnico do Real Madrid apostou no extremo argentino Angel Di Maria e não hesitou em pagar 36 milhões de euros. No ano seguinte, o português voltou a escolher o Benfica para contratar mais um jogador: o extremo que Jorge Jesus transformou em defesa-esquerdo rumou à capital espanhola por uma soma de 30 milhões de euros.

José Mourinho abandonou o Real Madrid e no verão de 2014, na segunda passagem pelo Chelsea, não resistiu ao talento do médio Nemanja Matic, que três épocas antes, tinha abandonado o clube londrino rumo ao Benfica a troco de 5 milhões de euros. O Chelsea pagou ao Benfica 25 milhões de euros para reaver o médio sérvio.

No verão de 2017, e depois de analisar algumas carências a nível defensivo, o treinador setubalense deu instruções à direção do Manchester United para avançar para o sueco Victor Lindelof. Os ‘reds’ pagaram 35 milhões de euros pelo defesa-central.

Ler mais
Relacionadas

Em seis meses, Benfica ‘obriga’ dois clubes da La Liga a bater recordes de transferências

Em menos de um ano, e caso se confirme a venda que todos os jornais desportivos portugueses dão como praticamente fechada, o SL Benfica ‘obriga’ dois clubes da Liga espanhola a bater os seus recordes de transferências: Espanyol e Atlético de Madrid.

Benfica e Porto reforçam receitas e estão entre os 30 clubes mais valiosos da Europa

Estudo da Deloitte indica que Benfica gerou uma receita de quase 200 milhões de euros durante a época 2018/2019, um acréscimo de quase 50 milhões de euros face à época 2017/2018. Porto surge a fechar o top30 do ranking da consultora, com uma receita cerca de vinte milhões de euros inferior à do rival da Luz.

Benfica paga 1 milhão de euros por intermediação de negócio com Raúl de Tomás

No mesmo comunicado, a Benfica SAD realça que cabe ao Espanyol o pagamento de uma percentagem de 5% referente ao Mecanismo de Solidariedade, corresponde a um valor de 1 milhão de euros.
Recomendadas

Bruno Fernandes pode elevar compras do United ao Sporting acima dos 140 milhões de euros

Até ao momento, a ‘fatura’ está nos 64,5 milhões de euros e envolve transferências quase sempre acima dos 20 milhões de euros. Esta quarta-feira, esse valor pode duplicar.

Dos 4,5 aos 55. Os muitos milhões envolvidos na transferência de Bruno Fernandes

Bruno Fernandes vai viajar para Inglaterra já esta quarta-feira, acompanhado pelo seu agente Miguel Pinho. Bruno Fernandes, médio de 25 anos, chegou ao Sporting há dois anos e meio proveniente da Sampdória por um valor de 8,5 milhões de euros, deixando Alvalade com 63 golos em 137 jogos e três troféus: duas Taças da Liga e uma Taça de Portugal.

“Benfica tem um poder inacreditável em África”

Jorge Pessoa e Silva, coordenador d’ “A Bola TV”, veio ao Jogo Económico e fez uma análise daquele que pode ser o processo de internacionalização do clube da Luz. África deve ser tida em conta, realça o jornalista.
Comentários