MSC Cruzeiros prepara recomeço das operações ainda este verão no Mediterrâneo

Dois navios da MSC Cruzeiros estão já a fazer as preparações necessárias – o navio MSC Grandiosa e o navio MSC Magnifica. O MSC Grandiosa oferecerá cruzeiros de sete noites no Mediterrâneo Ocidental e o MSC Magnifica estará a navegar pelo Mediterrâneo Oriental. As datas reais de partida serão determinadas de acordo com as directrizes recebidas pelas autoridades relevantes.

MSC Cruzeiros

A MSC Cruzeiros está a preparar um possível recomeço das suas operações ainda neste verão no Mediterrâneo.

Segundo um comunicado da empresa, a opção pelo Mediterrâneo justifica-se porque, “em termos do desenvolvimento atual da pandemia e de suas atracções turísticas, é onde os clientes da companhia pretendem que os navios naveguem”.

“Portanto, enquanto se aguardam as aprovações finais necessárias, dois navios da MSC Cruzeiros estão já a fazer as preparações necessárias – o navio MSC Grandiosa e o navio MSC Magnifica. O MSC Grandiosa oferecerá cruzeiros de sete noites no Mediterrâneo Ocidental e o MSC Magnifica estará a navegar pelo Mediterrâneo Oriental. As datas reais de partida serão determinadas de acordo com as directrizes recebidas pelas autoridades relevantes”, adianta o referido comunicado.

De acordo com a MSC Cruzeiros, “os itinerários planeados incluem Grécia e Malta, onde as autoridades não só reabriram os seus portos para cruzeiros mas também, aprovaram o protocolo de saúde e segurança para apoiar o reinício das operações”.

“Para esta fase inicial do regresso às operações, os dois navios da MSC Cruzeiros a operar no Mediterrâneo durante este Verão irão inicialmente receber passageiros apenas residentes nos países Schengen. Para além disso, os itinerários foram criados de acordo com a acessibilidade dos portos, reduzindo, onde possível, a necessidade de os passageiros usarem transportes públicos ou voos, tendo sido planeados em conjunto com as autoridades”, esclarece a companhia de cruzeiros.

Para conseguir levar a cabo este plano de retoma parcial das operações, a MSC Cruzeiros decidiu adoptar um protocolo alargado de segurança para clientes e tripulantes, que vai para além das diretrizes existengtes das diversas autoridades nacionais e internacionais de saúde.

“A MSC Cruzeiros tem trabalhado em estreita colaboração com as diferentes autoridades dos países onde os navios da companhia farão escala, para desenvolver um protocolo abrangente. Um grupo de trabalho dedicado, com a colaboração e o apoio de especialistas médicos externos, desenvolveu um vigoroso  protocolo com novos procedimentos operacionais específicos da MSC Cruzeiros, que vão para além das directrizes regionais e nacionais e estabelecem efectivamente um novo padrão. Para além disso, a RINA, empresa independente de certificação marítima, certificou que o protocolo atende às orientações da Agência Europeia de Segurança Marítima (EMSA), que incorpora padrões de saúde adicionais, incluindo os da Acção Conjunta EU Healthy Gateways”, assegura o comunicado em questão.

Segundo os responsáveis da MSC Cruzeiros, a empresa “desenvolveu amplos procedimentos operacionais, que se baseiam em medidas de saúde e segurança rigorosas que já há muito tempo estão disponíveis a bordo dos navios da companhia”.

“Os novos procedimentos incluem testes universais de Covid-19 para todos os passageiros e tripulantes antes do embarque, visitas em terra protegidas em cada destino apenas disponíveis com uma excursoes da MSC Cruzeiros como nível de proteção adicional para os hóspedes e a introdução de um ‘Plano de Proteção Covid’ para maior tranquilidade dos hóspedes. Com todas estas medidas em vigor, a MSC Cruzeiros visa oferecer aos hóspedes as férias mais seguras possíveis”, assinala a empresa, acrescentando que “a MSC Cruzeiros trabalhou para abranger todos os aspectos da viagem do passageiro, desde o momento da reserva até ao embarque, a vida a bordo e até o regresso a casa, preservando a particularidade da experiência do hóspede”.

Rastreio universal de saúde dos passageiros antes do embarque que consiste em três medidas abrangentes – medição da febre, questionário de saúde e um teste de zaragatoa Covid-19; elevados critérios de limpeza e higienização com introdução de novos métodos de limpeza, utilização de desinfetante próprio para hospitais e o saneamento do ar a bordo com tecnologia de luzes UV-C altamente eficaz que desinfetará o ar, matando cerca de 99,97% dos micróbios; distanciamento social através da redução da capacidade dos passageiros a bordo, permitindo mais espaço para os passageiros, aproximadamente 10m2 por pessoa, baseado numa capacidade geral de 70%; serviços médicos melhorados com tripulação altamente qualificada e treinada, o equipamento necessário para testar, avaliar e tratar pacientes suspeitos de contraírem Covid-19 e a disponibilidade de tratamento gratuito no centro médico de bordo para qualquer passageiro com sintomas; constante monitorização de saúde durante o cruzeiro; e um plano de resposta a contingências que será activado se um caso suspeito for identificado, em colaboração próxima com as autoridades nacionais de saúde, são algumas das medidas que constam do novo protocolo de segurança adoptado pela MSC Cruzeiros.

 

Ler mais
Recomendadas

Binter lança promoção para passageiros entre Lisboa e as ilhas Canárias

Os bilhetes podem ser comprados até 30 de setembro, para viajar entre 1 de novembro e 15 de dezembro.

Região de Coimbra lança campanha para impulsionar turismo

A Comunidade Intermunicipal da Região de Coimbra decidiu apostar numa campanha de comunicação que traz ao de cima as condições únicas dos seus 19 municípios para fazer frente às novas necessidades dos viajantes em tempos de pandemia.

Mota-Engil e Novo Banco vendem concessão de autoestradas do Douro Interior à Globalvía

O processo de concentração já deu entrada na Autoridade da Concorrência.
Comentários