PremiumMultimilionários lutam pelo Espaço

Elon Musk abriu uma nova era na indústria da exploração espacial. O criador da Tesla e o fundador do grupo Virgin, Richard Brason, viram-se para Marte. Já Jeff Bezzos, da Amazon, prefere a Lua, para a qual as agências espaciais dos Estados Unidos e da China também têm planos.

Os grandes grupos privados dizem que Marte vai tornar-se na nova “casa” da Humanidade nos próximos 30 anos. O caminho para chegar ao planeta vermelho pode ser perigoso, mas os milionários mais aventureiros parecem não querer saber disso e continuam a investir milhões para lá chegar. Elon Musk já explicou como pretende colonizar o “planeta vermelho”. O plano gira à volta de um grande foguetão, chamado BFR, que é capaz de levar uma nave espacial até ao espaço e de a deixar em órbita. Essa nave, capaz de transportar 100 pessoas, fica em órbita enquanto o BFR regressa à Terra.

Em 2018, o Falcon Heavy tornou-se no foguetão mais poderoso de sempre a chegar ao espaço. O voo inaugural terminou com uma aterragem perfeita dos propulsores e a euforia no quartel-general da Space X, empresa de Musk, foi impossível de esconder. “É hora de acreditar no futuro. E que o futuro seja melhor do que o passado. Não consigo pensar em nada mais excitante”, disse Musk no Congresso Internacional de Astronáutico. A Space X tem ainda contratos com a NASA no valor de quase cinco mil milhões de dólares para transportar astronautas e material logístico para a Estação Espacial.

A explosão na primeira nave da Virgin Galactic, que provocou a morte do copiloto, em 2014, impôs um atraso no calendário definido por Richard Branson para viajar até Marte. Para já, estão vendidas cerca de 700 viagens, a 235 mil euros cada uma, e Branson apresentou no verão do ano passado a nave que promete concretizar esse objetivo.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Recomendadas

PremiumJuan Carlos I: O rei sai nu

O exílio do rei emérito é a última oportunidade de preservação da monarquia espanhola – apesar de a possibilidade de secessão ser o verdadeiro problema do país. Juan Carlos ficará conhecido na história como o rei que atirou para o lixo a página dourada que sobre ele já tinha sido escrita e a substituiu por uma garatuja onde se acotovelam animais mortos, amantes e corrupção.

PremiumRicardo Costa: Identidade apurada ao sabor do tempo

40 anos de idade, 20 anos de carreira e 10 anos à frente do restaurante The Yeatman, com uma vista imperdível sobre o rio Douro. O chef Ricardo Costa soma números redondos de idade e experiência, além das duas estrelas Michelin que já tinha no cardápio, num ano que não está a ser fácil para o mundo. Fomos conhecer o homem por detrás da jaqueta de chef.

PremiumNasdaq: O imparável índice que avança à alta velocidade tecnológica

A aceleração da transição digital em tempos de pandemia, aliada ao apetite dos investidores pelo risco, tem levado o Nasdaq Composite a quebrar recordes sucessivos. Gigantes tecnológicas como a Apple, a Amazon, a Google e a Microsoft dominam um ‘rally’ que os analistas dizem que não deverá travar nos próximos tempos.
Comentários