PremiumNa era das fintechs digitais imediatas e quase gratuitas

Cada português ainda levanta 60 euros por semana, mas quer transferências digitais grátis.

Num país como Portugal, onde os levantamentos de dinheiro em caixas automáticas não devem cobrar comissões, onde cada português continua a fazer uma média de 1,7 levantamentos por semana, no montante médio de 60 euros, a SIBS vê-se confrontada com um novo desafio: ao fim de mais de três décadas a gerir uma rede com 11 mil caixas Multibanco – que no mundo inteiro é utilizada por 300 milhões de pessoas –, surge agora a era das transferências eletrónicas de muito baixo custo – senão nulo –, liderada pela tecnologia blockchain, onde as fintech quase todos os meses apresentam novos produtos.

Por outro lado, o hábito enraizado nos portugueses de manterem os levantamentos semanais de dinheiro físico não contribui para reduzir o potencial de crescimento das transferências eletrónicas, pois em 2018 a SIBS registou cerca de 3,4 biliões de transações, isto é, mais 10% que as registadas em 2017 – em bom rigor, este nível de transações transforma os 439 milhões de transações efetuadas pelo sistema da Via Verde numa verdadeira gota de água dentro de um oceano de transações eletrónicas.

Artigo publicado na edição semanal de 9 de agosto, de 2019, do Jornal Económico. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Recomendadas

High Bridge reduz posição na Pharol para 4,88%

Em comunicado divulgado pela Comissão do Mercado dos Valores Mobiliários (CMVM), a empresa liderada por Luís Palha da Silva diz que “recebeu do Banco Comercial Português a notificação de participação qualificada” de 4,88%.

Airbnb anuncia intenção de entrar em bolsa em 2020

“A comunidade de anfitriões e hóspedes da Airbnb gerou mais de 100 mil milhões de dólares (90,5 mil milhões de euros) em impacto económico direto estimado em 30 países, só em 2018”, assumiu a Airbnb em comunicado.

Google apoia portuguesa Barkyn como startup em crescimento

“Durante estes dois meses vamos estar rodeados pelos maiores peritos digitais da Google, o que terá certamente um enorme impacto na afirmação da Barkyn como startup líder do espaço pet na Europa”, garantiu um dos responsáveis da Barkyn.
Comentários