Qual é o depósito a prazo mais rentável? Use este comparador

A ‘fintech’ de comparação de preços ComparaJá.pt lançou esta semana um novo serviço que espera que leve o número de utilizadores para os três milhões. O primeiro comparador de depósitos a prazo em Portugal já está online.

O primeiro comparador de depósitos a prazo do mercado português foi lançado esta semana pela fintech ComparaJá.pt. O serviço, que já está disponível, utiliza filtros personalizáveis como o prazo, a taxa de juro ou o mínimo de subscrição, para ajudar os clientes a identificarem qual a melhor oferta para o perfil de cada um.

“O nosso comparador gratuito, para além de facilitar o acesso a informação detalhada sobre as condições de cada produto, vai permitir simular o retorno dos diferentes depósitos a prazo de acordo com o montante de subscrição e de reforço mensal (caso aplicável) pretendidos”, explicou fonte oficial da empresa ao Economize.

O montante que as famílias portuguesas têm em depósitos à ordem tem crescido desde 2015, registando os depósitos a prazo uma tendência inversa, segundo dados da PORDATA, citados pela empresa. Apesar do decréscimo, os valores continuam bastante mais elevados do que nos anos anteriores à crise, sendo ainda um produto de referência para os consumidores do nosso país.

“Ora, tendo em conta os 47.135 milhões de euros aplicados em depósitos à ordem em 2017 e que, considerando o universo das ofertas existente no mercado até a 1 ano, a taxa média líquida atual se situa em 0,324%, ao colocarem o seu dinheiro em depósitos à ordem e não em depósitos a prazo, os portugueses irão perder cerca de 153 milhões de euros em juros este ano”, alertam.

O objetivo, com a inclusão dos depósitos a prazo no portefólio, é ultrapassar os três milhões de utilizadores da plataforma de comparação de preços até ao final do ano. Novos produtos que estarão em estudo incluem depósitos a prazo indexados e em moeda estrangeira, contas-poupança ou planos poupança-reforma (PPR).

Relacionadas

Vai comprar casa? Tenha em conta estes três fatores antes de investir

Embora a descida das taxas de juro do crédito à habitação e a baixa remuneração dos depósitos a prazo convidem ao investimento, há alguns aspetos a ter em conta antes de se lançar na compra de um imóvel. Saiba se deve ou não comprar casa agora.
Recomendadas

Apenas 21% dos portugueses reforçaram contas poupança no último ano, diz Cetelem

Os hábitos de poupança dos portugueses mantiveram-se no último ano. “Estarem atentos a promoções ou levar almoço para o trabalho são pequenos gestos que fazem já parte do dia a dia de muitos portugueses”, acrescenta o estudo.

Quem são os beneficiários da vacina contra a gripe

Algumas pessoas têm direito à vacina da gripe, disponibilizada gratuitamente no Serviço Nacional de Saúde, sem necessidade de receita médica. Para a receberem basta dirigirem-se aos centros de saúde.
gasolina_combustiveis_greve_motoristas

Gasolina e gasóleo descem na próxima semana

Depois de na semana passada o preço do gasóleo permanecer inalterado, esta semana desce 0,5 cêntimos, acompanhado por uma queda de 1,5 cêntimos no preço da gasolina. Saiba onde encontrar os postos mais económicos.
Comentários