Não sabe onde tem de votar? Já pode pedir informação por SMS

Enquanto eleitor pode ainda informar-se junto da Comissão Recenseadora que funciona na junta de freguesia da sua área de residência, nas câmaras municipais ou através da Internet.

Já é possível obter informação sobre onde irá votar no dia das eleições presidenciais, uma vez que faltam apenas 15 dias para o próximo ato eleitoral em Portugal, que se a realiza a 24 de janeiro.

Enquanto eleitor pode informar-se junto da Comissão Recenseadora que funciona na junta de freguesia da sua área de residência, nas câmaras municipais, através da Internet em www.recenseamento.mai.gov.pt ou por mensagem SMS grátis para 3838.

Neste último caso basta escrever “RE” espaço nº de Bilhete de Identidade (BI) ou Cartão de Cidadão (CC) espaço data de nascimento (no molde AAAAMMDD). Por exemplo: “RE 12345678 19950604”. Pouco depois, recebe uma mensagem com o seu nome e o local onde se deve deslocar para ir às urnas.

Para votar no dia das eleições só precisa de apresentar ao presidente da mesa de boto o seu documento de identificação (Bilhete de Identidade ou Cartão de Cidadão).

Recomendadas
eleições_legislativas_voto_urna_votar

Presidenciais: Plataformas de transporte têm promoções para portugueses irem votar no domingo

De descontos de seis euros a 50% de desconto em viagens de carro em todo o país, até um limite de três euros e viagens grátis em todas as trotinetes elétricas em Lisboa, a Bolt e Free Now organizaram campanhas promocionais para que os portugueses se possam deslocar às urnas no dia 24 de janeiro.

80% das autarquias indexa fatura dos resíduos ao consumo de água. Deco Proteste quer revisão da tarifa

“Quem cumpre e separa os resíduos, com a preocupação de defender o ambiente, paga o mesmo de quem é indiferente ao problema da sustentabilidade”, aponta a Deco Proteste que defende a revisão do cálculo da tarifa dos resíduos.

Saiba como recapitalizar as suas finanças em tempos de crise

Com cada vez mais cidadãos confrontados com a redução dos seus rendimentos, por via do desemprego, do lay-off, do fecho da sua atividade, do corte das comissões, entre outras situações, importa saber quais as medidas existentes e os comportamentos a adotar para ultrapassar estas dificuldades financeiras ou até mesmo para recapitalizar as suas finanças em tempos de crise.
Comentários