PremiumNasdaq: O imparável índice que avança à alta velocidade tecnológica

A aceleração da transição digital em tempos de pandemia, aliada ao apetite dos investidores pelo risco, tem levado o Nasdaq Composite a quebrar recordes sucessivos. Gigantes tecnológicas como a Apple, a Amazon, a Google e a Microsoft dominam um ‘rally’ que os analistas dizem que não deverá travar nos próximos tempos.

Um ganho de 23,35% este ano? ‘Check’ . Um disparo de mais de 40% nos últimos 12 meses? Confirmado. A barreira dos 11 mil pontos ultrapassada? Afirmativo. Se o Nasdaq Composite fosse um atleta teria de ser o Usain Bolt, se fosse um futebolista seria o nosso CR7, se fosse um comboio teria de ser um TGV.

O índice bolsista norte-americano tem ultrapassado todas as metas e barreiras a uma velocidade estonteante, deixando para trás os principais pares mundiais, incluindo os compatriotas S&P 500 (subida de 3,33% este ano) e Dow Jones Industrial Average (queda de 4,41%), e o europeu Euro Stoxx 50 (tombo de 13,5%). O tecnológico Nasdaq tem sido o expoente máximo de como as bolsas estão a recuperar do ‘crash’ de março, quando a repentina realização que a pandemia de Covid-19 ia mesmo chegar ao Ocidente e obrigar a um paralizante e economicamente penalizador confinamento levou os investidores a carregar no botão do pânico, mais concretamente o botão ‘vender’.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Recomendadas
Braga de Macedo, Nuno Cassola

Jorge Braga de Macedo e Nuno Cassola: “Alimentou-se a ilusão que o sistema bancário era sólido”

“Por onde vai a banca em Portugal?” é o novo livro de Jorge Braga de Macedo, Nuno Cassola e Samuel da Rocha Lopes, editado pela Fundação Francisco Manuel dos Santos . Os dois primeiros falaram ao Jornal Económico, em entrevista, sobre o passado, a gestão, a supervisão e o futuro do setor.

PremiumJane Fraser: Mulher escocesa atingiu o topo do mundo financeiro de Wall Street

A CEO do Citigroup é a primeira mulher a chegar ao topo de um banco cotado na bolsa mais importante do planeta, após uma fulgurante carreira em instituições de referência. O que também é uma referência, e não das melhores, é que a sua nomeação ainda seja notícia.

PremiumBraga de Macedo e Nuno Cassola: “Alimentou-se a ilusão de que o sistema bancário era sólido”

“Por onde vai a Banca em Portugal?” é o novo livro de Jorge Braga de Macedo, Nuno Cassola e Samuel da Rocha Lopes. Os dois primeiros falaram ao Jornal Económico sobre o passado, a gestão, a supervisão e o futuro do setor.
Comentários