Navigator arrenda terras na Galiza para plantar eucaliptos

A lei regional estabelece limites para novas culturas da espécie, mas é bastante flexível em termos de explorações já existentes.

Jose Manuel Ribeiro/Reuters

Face ao novo enquadramento legal contra a plantação de eucaliptos e apesar de o setor da pasta de papel estar ativamente contra esta disposição, a Navigator (ex-Portucel Soporcel) está a procurar formas de rodear o problema – e uma delas é, segundo avança esta terça-feira a imprensa espanhola, o arrendamento de terras na Galiza para aí plantar aquele tipo de árvores.

A Navigator confirmou que continua “o seu próprio projeto florestal” na comunidade galega, através do arrendamento de propriedade inexploradas, mas já preenchidas com eucaliptos.

Segundo a multinacional, a sua decisão de “criar uma base florestal na Galiza” foi tomada “muito antes” das restrições impostas pelo Governo e como consequência do seu crescimento.

Essa base florestal não será sua propriedade, mas opcionalmente alugarão propriedades privadas sem exploração. A intenção do grupo é “gerir lotes contíguos de diferentes proprietários”, embora não sejam conhecida qual a superfície que pretende cobrir, os níveis de produção ou os locais mais adequados.

“A atividade da Navigator na Galiza contribuirá para a recuperação de áreas de eucalipto que hoje não são exploradas, contribuindo para a criação de empregos”, avança o jornal Faro de Vigo.

De acordo com a legislação na Galiza, as limitações ao cultivo de eucalipto centram-se principalmente em novas plantações, sendo que a multinacional portuguesa pretende alavancar as já existentes. Novas plantações exigirão aprovação oficial, o que não se aplica às explorações pré-existentes. O plantio de eucaliptos é permitido desde que não seja em espaços ocupados por espécies nativas (como carvalhos, castanheiros ou nogueiras) e sempre a mais de 30 metros das construções existentes.

A empresa nacional não terá problemas para localizar os proprietários privados para realizar o seu projeto na Galiza: mais de 97% da floresta da região tem potencial para a exploração e apenas um em cada dez hectares está explorado, de acordo com o mais recente anuário do Ministério da Agricultura, Pescas e Alimentação, citado pelo referido jornal. Atualmente, estima-se que o eucalipto ocupe cerca de 454 mil hectares de terra na Galiza.

Ler mais
Recomendadas

Digitalização vai criar oportunidades para surgimento de novas empresas de outsourcing

O Jornal Económico foi ouvir alguns ‘players’ do mercado sobre a forma como a transformação digital está a revolucionar o outsourcing. No que respeita a Portugal, a opinião é de que revela uma crescente atratividade enquanto plataforma tecnológica para o desenvolvimento de software e novas tecnologias, consultoria, investigação e conhecimento.

PremiumBLAST PRO SERIES: Vai andar tudo aos tiros na Altice Arena

Lisboa está a ser palco, pela primeira vez, palco do circuito mundial de torneios de jogos eletrónicos, ou ‘eSports’. Uma indústria em crescimento vertiginoso em todo o mundo, que movimenta milhões em dinheiro, em praticantes, em audiências televisivas e em contratos de patrocínios.

Venezuela: Último jornal impresso crítico do governo deixa formato papel

O secretário-geral do Sindicato Nacional dos Trabalhadores da Imprensa diz que este é um produto do desrespeito pelo pensamento crítico e diferente.
Comentários