“Negociar sem confrontação”. António Costa satisfeito com acordo entre Fectrans e Antram

O primeiro-ministro disse que “neste caso imperou o bom senso e o diálogo”, enaltecendo que foi conciliado “o respeito pelos direitos dos trabalhadores e os interesses das empresas, possibilitando negociar sem confrontação”.

Piroschka Van Der Wouw/Reuters

António Costa reagiu na noite desta quarta-feira, através do Twitter, ao acordo “histórico” alcançado entre a Fectrans e a Antram.

O primeiro-ministro disse que “neste caso imperou o bom senso e o diálogo”, enaltecendo que foi conciliado “o respeito pelos direitos dos trabalhadores e os interesses das empresas, possibilitando negociar sem confrontação”.

O líder do Executivo não deixou de lançar um desafio ao SIMM e ao SNMMP, esperando que este acordo “seja um exemplo seguido por outros”.

Após a prolongada reunião de hoje entre a ANTRAM – Associação dos Transportadores Rodoviários Públicos de Mercadorias e a Fectrans, federação sindical filiada na CGTP, deu mais um passo no sentido do acordo entre as duas partes.

Ao final da reunião que teve hoje lugar, como o Jornal Económico avançou em primeira mão, quer André Matias de Almeida, representante da ANTRAM, quer José Manuel Oliveira, coordenador da Fectrans, estiveram sintonizados.

“Chegámos a um documento histórico, que precisa agora de acompanhamento governamental”, referiu André Matias de Almeida.

O representante da ANTRAM adiantou que “conseguimos construir este entendimento após algumas pontes de entendimento”.

Por seu turno, José Manuel Oliveira que “evoluímos num conjunto de matérias”.

“Há coisas que só poderemos referir depois do documento trabalhado”, revelou o coordenador da Fectrans.

Relacionadas

Patrões e Fectrans chegaram a acordo “histórico”. Governo tem a última palavra

A ANTRAM e a Fectrans vão agora prosseguir as negociações com o Ministério das Infraestruturas.
Recomendadas

Covid-19: 180 mil professores e trabalhadores não docentes testados nas escolas

Segundo o Ministério da Educação, teve início esta segunda-feira, 20 de setembro, a segunda fase da operação de testagem que se prolonga até 1 de outubro e envolve os alunos do ensino secundário, seguindo-se os alunos do 3.º ciclo.

Portugal com mais 306 casos de Covid-19 e sete mortes

Boletim da DGS dá esta segunda-feira conta de mais 604 pessoas recuperadas da doença causada pelo vírus SARS-CoV-2.

“PRR na campanha autárquica? É gravíssimo e só demonstra a falta de vergonha do PS”, considera candidato da IL a Lisboa

Na última edição do programa “Primeira Pessoa, da plataforma multimédia JE TV, Bruno Horta Soares considerou “gravíssima” a entrada do Plano de Recuperação e Resiliência na campanha eleitoral, algo que no entender deste consultor, “só demonstra a falta de vergonha” dos socialistas.
Comentários