Frontex: militares portugueses já resgataram 642 pessoas

Esta nova missão arrancou a 1 de janeiro de 2017 e vai render os militares que estão nestas funções desde abril de 2016.

Os militares da Unidade de Controlo Costeiro (UCC) partiram, a 29 de dezembro, para território grego no âmbito da Operação Poseidon Sea – Coast Patrol Boat (LVI), no contexto de cooperação internacional com a agência Frontex (Agência Europeia da Guarda de Fronteiras e Costeira).

Desde o início de 2016, a UCC participou em cinco missões da Frontex, nas quais resgatou 642 pessoas do mar, percorreu 10 422 milhas náuticas e 19 130 quilómetros.

Nestas deslocações, a UCC participou na Poseidon Sea – Coast Patrol Boat em Kos, na Grécia, de 1 de abril a 31 de dezembro, com 48 militares; na Poseidon Sea – Coast Patrol Boat em Chios (Grécia), entre 1 de maio e 30 de agosto, com 18 militares; na Poseidon Sea – Patrol Car em Chios, também em território grego, de 1 de abril a 31 de outubro, com seis militares; seguindo-se a Poseidon Sea – Thermo Vision Vehicle, novamente em Kos, de 1 de maio a 30 de julho, com quatro militares; e por último num destino diferente, a FOA – South Eastern Borders – Thermo Vision Vehicle em Malko-Tarnovo, Bulgária, numa missão que decorreu entre o dia 25 de maio e o dia 20 de julho, e na qual participaram quatro militares portugueses.

No total, foram empenhados 80 militares, duas embarcações (uma lancha de vigilância e intercecão e uma embarcação de alta velocidade) e quatro viaturas, com o principal objetivo “de prevenir, detetar e fazer cessar ilícitos relacionados com a imigração ilegal, o tráfico de seres humanos e o tráfico de droga, contribuindo para a salvaguarda de vidas humanas no mar”, informa ainda a GNR, em, comunicado.

Recomendadas

Covid-19: Portugal com 33.261 casos confirmados e 1.447 vítimas mortais

Os dados divulgados pela Direção-Geral da Saúde (DGS) indicam a existência de 33.261 casos confirmados e 1.447 mortes. O número de casos recuperados em Portugal aumentou para 20.079.

Covid-19: Tratamento com ibuprofeno para pacientes infetados começa a ser testado

Estudos em animais sugerem que o ibuprofeno pode tratar a síndrome de desconforto respiratório agudo – uma das complicações graves do novo coronavírus. Os cientistas esperam que o tratamento de baixo custo possa manter os pacientes longe dos ventiladores, evitando uma possível sobrecarga nos sistemas nacionais de saúde.

Portugal não tem uma estratégia contra a corrupção, acusa Associação Transparência e Integridade

João Paulo Batalha falava à agência Lusa a propósito do último relatório do Grupo de Estados contra a Corrupção (GRECO), que coloca Portugal, no final de 2019, numa lista de 15 países com baixo nível de cumprimento das recomendações anticorrupção dirigidas a deputados, juízes e procuradores.
Comentários