No primeira dia da OPV do negócio de retalho, Sonae toca mínimos de ano e meio

Apesar de o consenso entre os analistas indicar que a operação é benéfica para todo o grupo, a Sonae foi penalizada pelo sentimento negativo generalizado às bolsas europeias.

A oferta pública de venda (OPV) das ações da Sonae MC (os negócios de retalho e imobiliário do grupo Sonae) começou esta segunda-feira. No entanto, a sessão ficou marcada pela desvalorização da casa-mãe, que chegaram a tocar mínimos de mais de um ano e meio.

As ações da Sonae fecharam esta segunda-feira, no PSI 20, com uma perda de 0,93% para 0,8525 euros. Ao longo do dia, chegaram a atingir um mínimo intraday de 0,8430 euros por ação, sendo que os títulos não tocavam um valor tão baixo desde 22 de fevereiro do ano passado.

Apesar de o consenso entre os analistas indicar que a operação é benéfica para todo o grupo, a Sonae foi penalizada pelo sentimento negativo generalizado às bolsas europeias. O cumprimento das imposições de Bruxelas para as metas orçamentais de Itália voltaram a ficar mais incertas e as ações europeias afundaram. No PSI 20, apenas duas cotadas fecharam no ‘verde’.

O prospeto da OPV da Sonae MC indica que o intervalo de preços está entre os 1,40 e os 1,65 euros por ação, o que avalia a empresa entre os 1,4 mil milhões de euros e os 1,65 mil milhões de euros. Considerando o valor mais elevado do intervalo, a Sonae MC poderá vir a ser a décima empresa com maior capitalização de mercado no PSI 20.

Tanto investidores de retalho como institucionais vão ter acesso às ações, mas os primeiros ficarão apenas com 5% do capital social da Sonae MC. A oferta de retalho termina a 17 de outubro e a oferta institucional no dia seguinte. A ações serão admitidas à negociação na Euronext Lisbon a 23 de outubro, com o ticker SONMC.

Respostas Rápidas. Começa hoje a venda de ações da Sonae MC

Ler mais
Relacionadas

Itália afunda bolsas. PSI 20 fecha no ‘vermelho’ com a BCP a cair 4%

Se na Europa, os mercados estão a reagir negativamente às notícias políticas, o contrário acontece no Brasil. Após as eleições presidenciais realizadas este domingo, a bolsa brasileira abriu em máximos de dois anos.

Sonae negoceia ‘flat’ no início da venda de ações do negócio de retalho

Tanto investidores de retalho como institucionais têm acesso às ações da Sonae MC a partir desta segunda-feira. A oferta de retalho termina a 17 de outubro e a oferta institucional no dia seguinte.

PremiumSonae MC vai realizar primeira oferta de ações em ‘grey market’ em Portugal

Este tipo de vendas está condicionado à efetiva emissão e permite que subscritores e emissor determinem a procura e o respetivo preço das ações antes da oferta pública de venda.
Recomendadas

Saiba como poupar até 600 euros por ano em combustível

Com a liberalização dos preços de venda dos combustíveis, em 2004, os postos de abastecimento têm total liberdade para fixar os preços e, na mesma localidade, as diferenças entre postos podem ultrapassar os 25 cêntimos por litro.

Valor máximo do subsídio de desemprego sobe 16 euros em 2019 para 1.088 euros

O valor máximo do subsídio de desemprego vai aumentar 16 euros no próximo ano, para 1.088,3 euros, segundo cálculos com base na inflação de novembro publicada hoje pelo Instituto Nacional de Estatística.

Reprogramação do Portugal 2020 vai alavancar investimento de 7,3 mil milhões de euros

Desde 7 de dezembro, quando a Comissão Europeia aprovou a reprogramação do Portugal 2020, já foram aprovados concursos de 460 milhões de euros , que vão induzir um investimento de 1,2 mil milhões de euros.
Comentários