Nota de Educação Física volta a contar para acesso à universidade

Alunos que entrarem para o secundário no próximo ano ficam ao abrigo desta nova lei. Até agora a nota só contava para aqueles que seguissem Desporto no Ensino Superior.

A partir de 2017/2018, os alunos que pretendam ingressar no Ensino Superior, podem fazê-lo valendo-se da classificação que obtiverem a Educação Física.

O anúncio foi feito pelo secretário de Estado da Educação, João Costa, durante o simpósio “Aprender no século XXI” e foi recebido com agrado por entidades ligadas ao desporto. O Governo pretende com esta medida garantir a “valorização da disciplina de Educação Física” e promover aos alunos um estilo de vida mais saudável.

Desta forma, a partir do próximo ano, os alunos que entrarem para o 10º ano passarão a ter a ter a nota de Educação Física a contar para o acesso ao Ensino Superior. Por outro lado, os alunos que estejam no próximo ano no 11º vão terminar o secundário sem que a nota de Educação Física interfira na média final de acesso à faculdade.

A nota deixou de ser contabilizada no ano letivo de 2012/2013 para os alunos a iniciarem o 10º ano, passando a ser apenas tida em conta para a média dos alunos que se candidatam a cursos superiores na aérea de desporto.

Recomendadas

FIFA procura mil milhões de dólares para organizar Mundial de Clubes em 2021

No mês passado, deslocaram-se a Zurique representantes de clubes europeus, como o Liverpool, a Juventus e o Barcelona, na qual foi discutida a criação de uma ‘joint-venture’ entre a FIFA e a Associação Europeia de Clubes. A intenção deverá ter sido a elevar o estatuto na competição dos clubes que são membros da Associação, acima do estatuto de equipas que são membros de outras cinco confederações regionais.

Discriminação de género: futebolistas da seleção feminina dos EUA exigem 60,7 milhões de euros

As jogadoras da seleção feminina de futebol deram entrada com um processo contra a US Soccer, a federação do futebol dos EUA, acusando o organismo de negociar os contratos com a seleção masculina de forma diferente face à seleção feminina.

Telefónica aposta mais de três mil milhões na La Liga até 2022

Números assegurados pela Telefónica têm por base o potencial que os conteúdos exclusivos da La Liga Santander e La Liga SmartBank que poderão proporcionar outros ganhos no que respeita à retransmissão dos jogos.
Comentários