Nova SBE, três anos de crescimento em Carcavelos

A meta é ser uma das melhores escolas de gestão e economia do mundo… em Portugal e o novo campus é uma peça fundamental da estratégia. Eis o balanço de três anos.

O campus é a peça que completa a estratégia. Inaugurado em 29 de setembro de 2018, permitiu à Nova SBE avançar a passos largos no propósito de se tornar uma das maiores escolas de Gestão do mundo… em Portugal. “A mudança trouxe proveitos de crescimento e diversidade internacional, maior dinamismo ao ecossistema docente e de investigação, e novas infra estruturas para albergar áreas de conhecimento basilares para a sustentabilidade da escola”.
O balanço de três anos em Carcavelos é elucidativo. Mais de 20 mil alunos no conjunto das licenciaturas, mestrados, doutoramentos, formação de executivos e MBA (com a Católica-Lisbon integra o consórcio The Lisbon MBA). Só este ano são mais de cinco mil, de 60 nacionalidades. O mapa é vasto e colorido. Os estudantes internacionais já dominam nos mestrados – 61% são de fora, contribuindo para a diversidade e partilha de experiências.

Os mestrados são um argumento particularmente atrativo para a escola, que compete com as melhores do mundo na captação de talento e arrecada receita, e para os alunos que em Carcavelos encontram uma qualidade de topo mundial e uns 83.579 m2 virados ao mar ao melhor estilo da Califórnia.Um vislumbre.
A Nova SBE revela outro indicador expressivo: 68% dos alunos de mestrado prosseguem as suas carreiras profissionais fora de Portugal, em empresas internacionais de referência. O facto contribui para o destaque que ocupa nos principais ‘rankings’ internacionais.
Para concretizar a ambição de ser grande entre as grandes, a escola apostou forte em professores vindos de fora. Desde 2018, o corpo docente internacional aumentou de 18% para 41% com a captação de professores em universidades prestigiadas como a norte-americana Standford ou a europeia Rotterdam School of Management.
Em três anos, a oferta formativa também não parou de crescer. Abrange, hoje, nove áreas diferentes, mais quatro do que à saída de Campolide. Destaque para a especialidade em Hotelaria & Gestão de Serviços e os três mestrados de nova geração nascidos já em Carcavelos: Mestrado em Análise de Negócio, Mestrado em Empreendedorismo de Impacto e Inovação e o Mestrado em Desenvolvimento Internacional e Políticas Públicas. No total, a Nova SBE conta com 13 centros de conhecimento e a publicação de 29 artigos em meios de referência, em três anos.

Fundada em 1978 como Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa, a Nova SBE foi o primeiro estabelecimento de ensino superior público no país com instalações financiadas por privados – a Fundação Alfredo de Sousa, a que dá nome o fundador da escola, recebeu o terreno da Câmara de Cascais e uma série de donativos de empresas e indivíduos.
A relação às empresas tem sido apontada como exemplo de um caminho que é necessário seguir visando encontrar soluções para os problemas reais da sociedade. Mas também encontra críticos cá fora. A escola está envolvida em numerosos projectos de inovação social e a dinâmica é cada vez maior. Recentemente, por exemplo, inaugurou o Westmont Hospitality Hall em parceria com um dos maiores grupos hoteleiros do mundo.
“Apesar dos grandes objetivos que alcançámos nos últimos três anos, a nossa missão nunca está terminada, porque sentimos que o país e a Europa precisam de nós”, afirma o dean da Nova SBE. Daniel Traça sabe bem que uma casa viva está sempre inacabada.

Recomendadas

Plano de Formação Financeira aposta na formação financeira digital e na sensibilização para a sustentabilidade

Conselho Nacional de Supervisores Financeiros quer reforçar parcerias e apostar no digital. O Plano Nacional de Formação Financeira para o horizonte 2021-2025 define três dimensões estratégicas de atuação: reforçar a resiliência financeira; promover a formação financeira digital; e contribuir para a sustentabilidade.

Conheça as novas datas do calendário escolar 2021/2022

O calendário escolar foi ajustado devido à “semana de contenção de contactos. Os cinco dias de atraso no arranque do 2.º período serão compensados com aulas na segunda e quarta de Carnaval e com três dias de aulas no início das férias da Páscoa.

Fundação José Neves tem mais de mil bolsas de estudo disponíveis para universidades públicas e politécnicos

As candidaturas para os alunos desses cursos estão abertas até ao dia 15 de dezembro e a FJN tem disponíveis cerca de 1,3 milhões de euros para investir no pagamento de propinas até final do ano.
Comentários