Novabase cessa contrato de liquidez com Haitong Bank

Durante o período em que o Contrato de Liquidez vigorou (de 3 de junho de 2009 a 3 de junho de 2019) foram compradas pelo Haitong 8,9 milhões de ações da Novabase e vendidas outras tantas.

A Novabase SGPS informou esta terça-feira o mercado da cessação do contrato de liquidez celebrado em 8 de maio de 2009 com o Banco Espírito Santo Investimento, cuja denominação social foi, entretanto, alterada para Haitong Bank.

“A cessação do referido Contrato de Liquidez tem por causa a denúncia comunicada pelo Haitong, nos termos do número 2 da Cláusula 4ª do Contrato de Liquidez, por carta datada de 27 de março de 2019”, diz a empresa portuguesa de Tecnologias da Informação, em comunicado.

Durante o período em que o Contrato de Liquidez vigorou (de 3 de junho de 2009 a 3 de junho de 2019) foram realizadas pelo Haitong um total de 19.498 transações sobre ações representativas do capital social da Novabase, o que resultou na aquisição pelo Haitong de mais de oito milhões de ações, na alienação pelo Haitong de um total de 8.942.745 ações, tendo neste âmbito sido paga a quantia total de 26,3 milhões de euros e recebida a quantia total de 26,2 milhões de euros.

A denúncia do contrato de liquidez produziu efeitos na presente data, tendo o último dia de vigência do contrato correspondido ao dia 3 de junho de 2019. Na presente data, a Novabase não detém qualquer saldo em contas junto do Haitong.

Recomendadas
pedro-pardal-henriques

Motoristas avançam com greve ao trabalho suplementar no início de setembro

O sindicato dos motoristas de matérias perigosas vai entregar hoje o pré-aviso de greve ao trabalho suplementar, após não chegarem a acordo com os patrões. “O único regime em que as pessoas podem fazer trabalho suplementar sem receberem é a Coreia do Norte”, disse Pardal Henriques.

Adivinhar o futuro

É necessário o relançamento de uma política fiscal que favoreça a atividade empresarial, sobretudo que permita o incremento da competitividade.

Dividir Google, Amazon, Facebook, Apple e Microsoft: o Oriente agradece

Atualmente, quando se pensa na divisão das megaempresas para ganhar terreno no plano concorrencial, não se pode pensar apenas no plano económico, também importa pensar no plano geopolítico.
Comentários