Novas notas de 100 e 200 euros começam a circular em maio

Como o BCE decidiu deixar de fazer notas de 500 euros a partir de finais deste ano e já não as inclui na série Europa, as novas notas de 100 e 200 euros são as últimas desta série.

O Banco Central Europeu (BCE) apresentou hoje as novas notas de 100 e 200 euros da série Europa que entram em circulação em 28 de maio de 2019.

Como o BCE decidiu deixar de fazer notas de 500 euros a partir de finais deste ano e já não as inclui na série Europa, as novas notas de 100 e 200 euros são as últimas desta série.

As notas de cinco, 10, 20 e 50 euros desta série começaram a circular em 2013, 2014, 2015 e 2017, respetivamente. A nota de 50 euros foi introduzida no dia 4 de abril de 2017.

“As novas notas de 100 e 200 euros têm dimensões diferentes das notas de 100 e 200 da primeira série. A largura destas duas denominações é igual à da nota de 50 euros. O comprimento permanece, contudo, inalterado – quanto maior é o comprimento, mais elevado o valor da nota”, refere um comunicado divulgado pelo Banco de Portugal.

De acordo com a mesma descrição, as novas notas podem “ser tratadas e processadas com mais facilidade pelas máquinas e cabem melhor nas carteiras de quem as utiliza e têm maior durabilidade, visto que estarão sujeitas a menor desgaste e deterioração”.

Os novos elementos de segurança oferecem maior proteção contra a falsificação e aumentam a segurança das notas.

Ler mais

Recomendadas

Coronabonds, dividendos e teletrabalho. Hoje hà “Mercados em Ação”, às 17h

Acompanhe o “Mercados em Ação” no site e nas redes sociais do Jornal Económico. E reveja-o através da plataforma multimédia JE TV.

Covid-19 deve levar PSI 20 a fechar hoje o pior trimestre desde 2002

Até ao final de 30 de março, o principal índice bolsista português registou a segunda maior queda trimestral neste século, pressionado pelo impacto económico da propagação do novo coronavírus. Nem na crise financeira de 2008 a bolsa nacional caiu tanto.

Portugal a meio da tabela no ranking de segurança alimentar na Europa, segundo estudo

Portugal é o 13º países, entre 26, com melhor avaliação no “Global Food Security Index 2019”, publicado pela The Economist Intelligence Unit. Relativamente à qualidade e segurança dos alimentos, Portugal sobe ao ‘top 5’, com 88 pontos, apenas atrás da Finlândia, Noruega, Suécia e Holanda.
Comentários