PremiumNovo Banco lança “Projeto Sertorius” para a venda de imóveis de 500 milhões de euros

O banco enviou aos investidores o anúncio da alienação de um novo portfólio de imóveis. A meta é fechar a venda até ao fim de junho.

O Novo Banco enviou aos investidores o anúncio de lançamento de um novo portefólio de ativos imobiliários com o valor contabilístico bruto de 500 milhões de euros, e composto por 200 ativos, revelou fonte ao Jornal Económico (JE). A carteira consiste principalmente (cerca de dois terços) em terrenos não edificados e alguns ativos imobiliários industriais. Mas há também alguns imóveis residenciais e comerciais. A maioria concentrados em Lisboa e Setúbal.

Esta é a segunda venda de um portefólio de imóveis recebidos por incumprimento de crédito, depois de o banco ter vendido o Projeto Viriato, com um desconto de 45% face ao valor contabilístico bruto de 716,7 milhões de euros. Recorde-se que o Novo Banco acordou, em outubro, a venda de uma carteira composta por quase 9.000 imóveis a fundos da Anchorage Capital Group por 388,9 milhões de euros, e que incluiu ativos imobiliários maioritariamente residenciais, mas também alguns imóveis industriais, comerciais e terrenos.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor.

Recomendadas

WiZink lança Unido, a primeira app em Portugal aberta a todos utilizadores

A app gratuita funciona de forma independente, está aberta e disponível para todos os utilizadores, independentemente das entidades financeiras em que sejam clientes.

CGD emite 500 milhões de euros em dívida a cinco anos a 1,25%

A Caixa Geral de Depósitos realizou hoje uma emissão de dívida sénior não preferencial (senior non preferred), no montante de 500 milhões de euros, com o prazo de 5 anos e uma taxa de juro de 1,25%.

Banco de Portugal regista Nuno Zigue como CEO do Banco Santander Consumer Portugal

Em dezembro de 2018, Nuno Zigue foi nomeado CEO do Banco Santander Consumer Portugal, posição que foi agora reconhecida formalmente pelo Banco de Portugal.
Comentários