Novo Banco prepara-se para despedir 27% dos seus trabalhadores em Espanha

Além dos despedimentos, o Novo Banco Espanha pretende fechar vários balcões no país, avança a imprensa espanhola.

O Novo Banco prepara-se para despedir 66 dos seus trabalhadores em Espanha, o equivalente a 27% dos seus trabalhadores no país vizinho, avança o El Confidencial esta terça-feira.

O banco detido maioritariamente pelo fundo norte-americano Lone Star conta com um total de 236 trabalhadores em Espanha.

O jornal espanhol cita fontes financeiras, avançando que o Novo Banco propôs aos sindicatos realizar  um “Expediente de Regulácion de Empleo” (ERE), o equivalente a um despedimento coletivo.

Além dos despedimentos, o Novo Banco Espanha pretende fechar vários balcões, dos 18 que detém atualmente no país, de acordo com o jornal.

Segundo o El Confidencial, o Novo Banco não fez comentários.

O banco justificou o despedimento coletivo com a política monetária e o atraso nas expetativas de normalização das taxas de juros.

O Novo Banco Espanha conta com ativos totais de 2.200 milhões de euros, gerando receitas por juros no valor de 38 milhões de euros, e receitas por comissões no valor de 17 milhões, segundo dados da Associação Espanhola de Bancos (AEB). Já as despesas de gestão atingiram os 38,8 milhões de euros.

Já em 2016 o banco tinha realizado outro despedimento de trabalhadores em larga escala: 125 funcionários.

Ler mais
Recomendadas

EDP e EDP Renováveis: “Quebra e recuperação das ações refletem a força e a proteção das marcas”, diz especialista em reputação

Certo é que ainda cedo para tirar mais ilações sobre o impacto deste caso na reputação e na marca da EDP. “Quanto aos impactos na força de marca e em particular na reputação, há que ter em atenção que se trata de uma marca com um índice de força claramente robusto e que temos obviamente de esperar mais algum tempo para aferir os impactos reais”, salientou João Baluarte, sócio da OnStrategy, empresa especialista em análise reputacional de empresas.

EUA vão pagar 1,4 mil milhões de euros para Novavax desenvolver 100 milhões de vacinas da Covid-19

O governo dos EUA decidiu apostar e confiar na Novavax, uma empresa do estado do Maryland que nunca colocou um produto no mercado.

Deutsche Bank multado em mais de 130 milhões de euros após Epstein usar contas do banco para silenciar vítimas

De acordo com o “The New York Times”, o Deutsche Bank não fez “muitas perguntas” a Epstein para o ter como cliente. Nem mesmo quando foi observada a retirada de 100 mil dólares (88,6 mil euros) das contas do falecido multimilionário para “gorjetas e despesas domésticas”.
Comentários