Novo medicamento pode travar Alzheimer, Parkinson e demência

Equipa de investigação espera começar os ensaios clínicos brevemente e chegar a uma conclusão no prazo de dois, três anos, noticia a BBC.

Uma equipa de cientistas britânicos descobriu um composto que acreditam ser capaz de impedir que doenças como Alzheimer, Parkinson e demência se desenvolvam nos pacientes.

Giovanna Mallucci, professora da Unidade de Toxicologia do Medical Research Center, instituto responsável pela investigação, espera começar os ensaios clínicos brevemente e chegar a uma conclusão no prazo de dois, três anos, noticia a BBC.

“É realmente emocionante”, disse a professora. “É improvável que se cure completamente [as doenças], mas travando a progressão, a doença de Alzheimer torna-se algo completamente diferente, sendo possível viver melhor apesar dela”, salienta. No entanto, e apesar de confiante que a investigação está ‘no caminho certo’, alerta para a necessidade de aguardar pelos resultados testados.

“Como um profissional, médica e cientista, devo aconselhar as pessoas a esperar pelos resultados”.

O composto que visa proteger o cérebro das doenças neurodegenerativas foca-se nos mecanismos de defesa naturais incluídos nas células cerebrais

A equipa de investigação testou mais de mil drogas e duas delas, a trazodona e a DBM, tiveram capacidade de proteger as células humanas, “ambas eram altamente protetoras e impediram défices de memória, paralisia e disfunção de células cerebrais”, disse Giovanna à emissora.

A Trazodona já é utilizada em doentes com depressão e a DBM tem sido testado em doentes com cancro.

Ler mais
Recomendadas

Londres vai testar vacinas em voluntários infetados deliberadamente com Covid-19

Os participantes do estudo, que aguarda aprovação da entidade reguladora do medicamento do Reino Unido, ficarão sob supervisão médica rigorosa. Até ao momento, 2.000 pessoas já se inscreveram.

CUF passa serviços da Infante Santo para o novo hospital em Alcântara a 28 de setembro

“Os cuidados de saúde a que se habituou no Hospital CUF Infante Santo, como consultas, exames e análises, serão realizados na sua larga maioria, a partir do dia 28 de setembro, no Hospital CUF Tejo”, segundo consta na missiva enviada aos clientes.

CDS-PP quer lista de contratos ao abrigo de regimes excecionais Covid-19 enviados para a Assembleia da República

Requerimento apresentado pela deputada Cecília Meireles à Comissão Eventual para o Acompanhamento da Aplicação das Medidas de Resposta à Covid-19 e do Processo de Recuperação Económica e Social chama Marta Temido, Ana Mendes Godinho e Pedro Siza Vieira à Assembleia da República, tal como o consultor António Costa Silva e os presidentes executivos da ANA e da TAP.
Comentários