Novo patrocinador dos ‘diabos vermelhos’ aterra no Porto com 20 engenheiros (com áudio)

A companhia alemã comprou uma empresa portuense com o objetivo de desenvolver a sua perícia nos campos da Realidade Aumentada (AR) e da Internet das Coisas (IoT). TeamViewer vai patrocinar o Manchester United na próxima época.

A Teamviewer instalou um centro de investigação e desenvolvimento no Porto. A companhia que vai patrocinar o Manchester United na próxima época conta com uma equipa de cerca de 20 engenheiros de software e design “altamente qualificados” na cidade invicta.

Sediada em Goppingen na Alemanha, e empregando mais de 1.300 trabalhadores em todo o mundo, o software desenvolvido pela empresa já foi instalado em mais de 2,5 mil milhões de dispositivos em todo o mundo, contando com 600 mil subscritores.

Este software é utilizado, por exemplo, pelos departamentos informáticos das empresas para conseguirem aceder à distância ao computador de um trabalhador para efetuar algum tipo de atualização ou manutenção.

A chegada da empresa ao Porto aconteceu através da recente aquisição da Hapibot Studio, uma agência de desenvolvimento de software sediada na invicta. O objetivo do “fornecedor global de soluções de conectividade remota e de soluções digitais para o local de trabalho” é “aumentar a sua força de engenharia líder em campos estrategicamente importantes, tais como a Realidade Aumentada (AR) e a Internet das Coisas (IoT)”.

“Espera-se que o novo local cresça significativamente ao longo do tempo para se tornar um componente-chave da organização global de I&D do TeamViewer”, segundo o comunicado hoje divulgado pela empresa.

“Portugal é um excelente local para o nosso novo centro de I&D, tendo muitas universidades boas e um grande grupo de talentos de engenharia altamente motivados para impulsionar a próxima onda de digitalização. Estamos muito entusiasmados por sermos parte ativa de um hotspot de tecnologia tão vibrante. Com a incrível equipa da Hapibot Studio ao lado do TeamViewer, começámos já a trabalhar de forma a expandir os limites das nossas soluções e acelerar as inovações com a tecnologia TeamViewer feita em Portugal”, disse Mike Eissele, responsável da companhia germânica.

A TeamViewer vai substituir a Chevrolet nas camisolas do Manchester United, os ‘diabos vermelhos’, onde milita o internacional português Bruno Fernandes, a partir da próxima época. O contrato de patrocínio tem uma validade de cinco anos e ficou fechado por mais de 270 milhões de euros, segundo a Sky Sports.

“Ao estabelecer um centro de I&D adicional em Portugal, o TeamViewer desdobra-se em esforços e no avanço estratégico das suas capacidades de engenharia para inovação de software de classe mundial. Escolher Portugal como localização teve por base um quadro de seleção abrangente, que avaliou os principais fatores de crescimento e culturais, incluindo a disponibilidade de talentos de topo, infraestruturas educacionais, quadro regulamentar, mentalidade empreendedora e qualidade de vida”, de acordo com a companhia.

A chegada a Portugal contou com o “apoio do Governo Português e da AICEP – Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal –  ao longo de todo o processo”.

Pela sua parte, o ministro da Economia congratulou-se com a chegada a Portugal de um dos “mais dinâmicos nomes europeus de tecnologia. A decisão do TeamViewer de desenvolver inovação de ponta em Realidade Aumentada e Internet das Coisas a partir do Porto é uma forte prova do potencial atrativo de Portugal enquanto ecossistema de tecnologia emergente”, segundo Pedro Siza Vieira.

Recomendadas

Alienação de participações em blocos ajuda Sonangol a reduzir exposição financeira e dívidas

A abertura do processo emerge “de ações que visam o reposicionamento e sustentabilidade da carteira de investimentos da Sonangol para assunção dos seus compromissos financeiros nas concessões petrolíferas e com as instituições bancárias”, bem como a redução da exposição financeira da empresa.

Portugueses em teletrabalho gastam menos 161 euros por mês, revela estudo

Segundo o inquérito da plataforma Fixando, a poupança deve-se sobretudo às deslocações para os postos de trabalho.

Morreu o presidente da mesa da assembleia geral da Semapa

Francisco Xavier Zea Mantero faleceu a 10 de junho aos 72 anos. Licenciado em Direito pela Universidade de Lisboa, foi também presidente da direção e vice-presidente do Conselho Geral da Associação Portuguesa para o Desenvolvimento Económico e a Cooperação e secretário-geral da Confederação Empresarial da CPLP.
Comentários