Novos comboios para a CP só devem chegar em 2023

Plano de investimento está à espera de aprovação pelo Governo e implica um investimento de 170 milhões de euros.

Carlos Gomes Nogueira, presidente da CP, assegurou há minutos, na audição que está a decorrer na Assembleia da República, na Comissão Parlamentar de Economia, Inovação e Obras Públicas, que os novos comboios que serão adquiridos para a transportadora ferroviária nacional só deverão entrar em funcionamento em 2023, na melhor das hipóteses.

“O conselho de administração da CP apresentou ao Governo um plano de investimento para aquisição de material circulante no valor de 170 milhões de euros. Estamos à espera da aprovação do Governo a qualquer momento, para abrir o concurso público internacional”, revelou Carlos Gomes Nogueira.

Sobre este assunto, o presidente da CP adiantou que estão em causa 22 unidades para o serviço regional, das quais híbridas, para funcionar em troços eletrificados e não eletrificados, mais dez unidades elétricas.

“Estamos a falar há muito tempo, em conversas detalhadas com os cinco fabricantes europeus de material circulante ferroviário, os alemães da Siemens, os franceses da Alstom, os suíços da Stadler e os espanhóis da CAF e da Talgo. Temos feito o nosso trabalho de casa. Mas, neste momento, o primeiro comboio comprado só deverá estar em funcionamento em 2023”, revelou Carlos Gomes Nogueira.

O presidente da CP explicou como é que situação degradada do material circulante da transportadora ferroviária vai ser resolvida: “como é que vamos viver até lá, até 2023, 2024? Vamos intensificar os alugueres de comboios à Renfe”, assegurou.

Recomendadas

Digitalização, sustentabilidade e talento: três desafios da advocacia para 2022. Veja o debate do JE a partir das 15h00

Esta reflexão, que irá contar com a moderação de Filipe Alves, diretor do JE, tem como convidados Mónica Duque, assistente convidada – Faculdade Direito da Católica Porto; Catarina Santinha, associada sénior da Miranda & Associados, João Quintela Cavaleiro, sócio fundador da Cavaleiro & Associados, Paulo Câmara, managing partner da Sérvulo & Associados e Maria Figueiredo, Of Counsel da CMS Rui Pena & Arnaut.

Leia aqui o Jornal Económico desta semana

Leia todas as edições do Jornal Económico, na plataforma JE Leitor. Aproveite as nossas ofertas para assinar o Jornal Económico. Apoie o jornalismo independente.

PremiumEugénio Rosa: “A substituição da administração do Banco Montepio é necessária”

“Sou totalmente contra uma administração que caia de paraquedas no Banco Montepio”, defende Eugénio Rosa, líder da lista C, candidata às eleição dos órgãos associativos do Montepio Geral.
Comentários