Número de armas de fogo entregues à polícia atinge recorde

A diminuição do número de caçadores e os custos de atualização de livretes antigos e renovação das licenças de detenção de armas nos domicílios são algumas das causas apontadas para justificar este aumento.

O número de armas de fogo entregues voluntariamente às autoridades policiais ascendeu, no ano passado, a 18.677, mais do triplo do que foi registado em 2015. A diminuição do número de caçadores e os custos de atualização de livretes antigos e renovação das licenças de detenção de armas nos domicílios são algumas das causas apontadas para justificar este aumento.

Segundo avança o “Jornal de Notícias”, em média foram entregues por dia 51 armas de fogo. Mais de 15 mil das armas devolvidas foram caçadeiras, tendo-se registado também um aumento do número de entregas de pistolas, revólveres e até metralhadoras.

O superintendente Pedro Moura, diretor do Departamento de Armas e Explosivos da Polícia de Segurança Pública (PSP) indica que a diminuição do número de caçadores e atiradores desportivos foi uma das principais razões que contribuíram para este boom.

“Ter uma arma em casa sem lhe dar o uso a que ela se destina implica ter um seguro, cofres, uma licença de detenção no domicílio, custos muito acrescidos, que as pessoas não querem suportar e acabam por entregá-las. Já para não falar do risco de acidente e de furto, que trazem uma série de responsabilidades”, afirma.

A esmagadora maioria do armamento devolvido é entregue para destruição, por não ter “valor comercial, histórico ou operacional”. Nos últimos quatro anos, foram destruídas 25.411 armas de fogo.

Relacionadas

PSP anuncia destruição de 3.738 armas de fogo e brancas

“As armas a destruir foram declaradas como perdidas a favor do Estado no âmbito de processos-crime, contraordenação ou administrativos, depois de terem sido apreendidas pela PSP e demais autoridades policiais, ao nível nacional, no decorrer da sua missão preventiva, fiscalizadora ou de investigação”, informou hoje a PSP, através de um comunicado.

PSP Madeira faz apreensão de material furtado no valor de 60 mil euros

Foi ainda efectuada uma apreensão de duas armas de fogo e 48 munições, em Santa Cruz, por estarem em situação irregular.

PSP efetua 307 detenções na operação ‘Páscoa em Segurança’

Nesse período, a PSP apreendeu 28 armas, menos quatro em relação a 2017. Das 28, dez eram armas de fogo (menos dez que em 2017) e seis armas brancas (mais uma que no ano passado).
Recomendadas

Britânicos vão poder viajar para Portugal sem ter de fazer quarentena

O secretário do Estado dos Transportes do Reino Unido divulgou as listas verde, âmbar e vermelha para viagem. Na lista de maior alerta encontram-se Índia, África do Sul ou Brasil, cujos residentes continuam a estar sujeitos a onze noites de quarentena num hotel pago pelo turista/visitante.

Task force: “Ontem foi alcançada a marca de 1 milhão de pessoas com vacinação completa em Portugal continental” (com áudio)

O grupo responsável pelo processo de vacinação em Portugal informou que esta quinta-feira foram administradas cerca de 100 mil vacinas, número que se deverá registar igualmente no dia de hoje.

ICPT debate uma nova estratégia para combater a Covid-19 com Manuel Pinto Coelho. Veja em direto

Manuel Pinto Coelho, médico e doutorado em Ciências da Educação, intervém esta sexta-feira no almoço-debate do IPCT com o tema “Covid-19: Uma Nova Estratégia”. O Jornal Económico é media partner deste evento
Comentários