Número de fusões e aquisições de empresas mantém-se a cair até abril

A mesma diminuição não foi verificada no montante movimentado por estes negócios: 6,5 mil milhões de euros nos primeiros quatro meses do ano.

O número de fusões e aquisições de empresas em Portugal caiu nos primeiros quatro meses do ano, para 109 operações, menos de 14% em relação ao mesmo período de 2019. O mercado transacional recuou até abril em termos de volume, mas o mesmo não acontece no valor movimentado estes negócios: 6,5 mil milhões de euros, mais 87%.

De acordo com o TTR – Transactional Track Record, o setor imobiliário mantém a liderança que tinha no primeiro trimestre de 2020, com 37 deals contabilizados neste relatório, mais de metade (54%) do que no período homólogo. Segue-se o tecnológico (17) e o hoteleiro/turístico/restauração (sete).

A operação de M&A em destaque neste diretório foi a conclusão da compra das empresas Senvion Deutschland e Rio Blades, por 200 milhões de euros, por parte da espanhola Siemens Gamesa. O negócio em causa foi assessorado pela Cuatrecasas, Freshfields Bruckhaus Deringer, Deloitte e Rothschild.

O TTR contou 15 transações onde empresas portuguesas realizaram aquisições além-fronteiras. Por outro lado, “os fundos de private equity e venture capital estrangeiros reduziram seus investimentos em empresas portuguesas em 67%, se comparado ao período homólogo do ano anterior”, pode ler-se no documento. No capital de risco continua a sobressair a tecnologia, sendo em que o fundo que mais se destacou neste tipo de investimentos foi a EDP Ventures, envolvida em três operações.

‘Ranking’ assessores por valor de operações (janeiro-abril 2020)

Assessor financeiro Valor (*em milhões de euros)
Caixa BI2.433
Daiwa Capital Markets2.433
Banco Santander1.307
Lazard800

 

Assessor jurídico Valor (*em milhões de euros)
Vieira de Almeida (VdA)3.796
Morais Leitão3.737,78
Campos Ferreira, Sá Carneiro & Associados2.433

 

Fonte: TTR

Ler mais
Recomendadas

PremiumAna Gomes: “Fundo de Recuperação é a oportunidade para a União Europeia se reinventar”

Webinar organizado pela Antas da Cunha ECIJA e pelo JE debateu as tensões internas na Europa que travam a integração. Decisão do Tribunal Constitucional alemão centrou as atenções do painel.

Procura-se política fiscal

Porque não ampliar transitoriamente a isenção de IRC para perdões de dívida e dações em pagamento, previstas no CIRE, a operações de reestruturação de dívida fora desse quadro processual, insuficientemente ágil e formal?

CCA escolhe mais um parceiro tecnológico: “Esperamos que gerem elevados ganhos de eficiência”

Jorge Machado, ‘managing director’ da sociedade, explica que “uma das plataformas tem a capacidade de aprender com as rotinas de trabalho do advogado” e, depois, de lhe sugerir “o que fazer com base nessa autoaprendizagem”.
Comentários