PremiumOficializada escolha de Mário Centeno para o cargo de governador

António Costa já formalizou a nomeação do ex-ministro das Finanças através de uma carta enviada ao presidente da Assembleia da República.

Depois de meses de especulação, é oficial: Mário Centeno será o próximo governador do Banco de Portugal (BdP). O primeiro-ministro formalizou nesta quinta-feira a decisão, numa carta enviada ao presidente da Assembleia da República, Eduardo Ferro Rodrigues, na qual comunica a proposta de nomear o ex-ministro das Finanças como sucessor de Carlos Costa.

“É intenção do Governo, na sequência de proposta do senhor ministro de Estado e das Finanças [João Leão], designar o professor doutor Mário Centeno para o cargo de governador do Banco de Portugal”, refere a missiva enviada por António Costa no final da tarde, a que a Lusa teve acesso.

Conteúdo reservado a assinantes. Para ler a versão completa, aceda aqui ao JE Leitor

Relacionadas

PSD não vai tentar travar nomeação de Centeno para o Banco de Portugal

Os social-democratas não concordar, mas não vão fazer nada para impedir que o ex-ministro Mário Centeno passe à condição de Governador do banco de Portugal.

BCE pede mais quatro semanas para emitir parecer sobre regras de nomeação para o Banco de Portugal

O Banco Central Europeu pediu à Assembleia da República mais quatro semanas para emitir parecer sobre o projeto de lei do PAN que altera as regras de nomeação do governador do Banco de Portugal.

Oficial: Governo formaliza designação de Mário Centeno para governador do Banco de Portugal

“É intenção do Governo, na sequência de proposta do senhor ministro de Estado e das Finanças [João Leão], designar o professor doutor Mário Centeno para o cargo de governador do Banco de Portugal”, lê-se na missiva enviada por António Costa a Ferro Rodrigues.
Recomendadas

Confiança dos consumidores da zona euro recua quase 1 ponto de setembro para outubro

A confiança dos consumidores recuou quase um ponto, de setembro para outubro, quer na zona euro, quer na União Europeia (UE), divulgou hoje a Comissão Europeia.

Crise dos combustíveis deverá levar a subida de preços dos serviços até 15% em Portugal (com áudio)

O ajustamento em alta acumula-se ao aumento dos preços na ordem dos 5%, atribuído à retoma económica e ao crescimento da procura no período de desconfinamento em Portugal.

OE2022. UTAO alerta para riscos associados à pandemia e regras de Bruxelas

A unidade técnica lembra que as regras orçamentais de Bruxelas foram suspensas na sequência da pandemia, mas um levantamento desta suspensão pode significar que a “consolidação que não se faça nas condições menos exigentes de 2022 terá que ser feita com menos graus de liberdade em 2023 e anos seguintes”.
Comentários