Oito destinos ‘low-cost’ na neve para principiantes e aventureiros

A Europa de Leste está repleta de destinos com pistas de ski para todos os bolsos, gostos e interesses. Desde fazer “freeride” nas montanhas macedónias até participar no rally tascas na Bósnia, não faltam opções a preços acessíveis.

Ler mais

Com o inverno a aproximar-se, a momondo apresentou um leque de destinos alternativos onde é possível poupar sem abdicar dos melhores locais com neve. Tanto para quem procura uma experiência cultural ou para alguém que anseia por uma estância de luxo com uma vista incrível, mas que ainda acha que esta atividade é dispendiosa, a momondo publicou uma lista com os locais mais em conta da Europa de Leste.

Poiana Brasov, Roménia

Considerada como “os Alpes Romenos”, nesta estância é possível não só fazer ski mas também patinagem no gelo ou até um passear num trenó puxado a cavalos. Após uma remodelação, quase todas as pistas de ski contam com canhões de neve, tornando Poiana Brasov no local ideal para amantes deste desporto desde o outono à primavera. O tradicional vinho quente aromático torna a experiência acolhedora, para além de radical.

Spindleruv Mlyn, República Checa

Este parque na República Checa oferece tanto pistas “child-friendly” como parques com quilómetros de neve intactos. Para quem prefere trocar o radical por uma experiência relaxante a cervejaria Novosad Brewery oferece um tratamento de spa fora do vulgar onde se pode mergulhar em cerveja branca e descontrair. A aldeia de telhadinhos brancos da neve, onde os cheiros a estufados ao lume e crepes acabados de fazer se fazem sentir, é um ponto gastronómico de referência.

Jahorina, Bósnia

Jahorina atrai maioritariamente praticantes de “downhill”, mas as suas pistas bastante organizadas são convidativas tanto para praticantes experientes como para iniciantes. Do topo destes Alpes Dináricos da Bósnia pode observar-se a encantadora vila de chalés tradicionais e os montes cobertos de pinhais. Esta localidade na Bósnia é uma combinação entre um destino urbano e umas férias na neve.

Bialka Tatrzanska, Polónia

Na minúscula e pitoresca aldeia de Bialka Tatrzanska encontram-se pistas rodeadas por árvores, perfeitas para famílias e para quem é principiante ou intermédio na arte de esquiar. Uma sugestão relaxante pode passar por um mergulho nas piscinas exteriores de banhos geotérmicos locais. Já como sugestão gastronómica típica, o queijo de ovelha fumado e os mirtilos da região acompanhados de um copo de chá com um cheirinho de rum é uma boa opção.

Jasná, Eslováquia

Considerado um dos melhores destinos para neve, Jasná tem pistas que atravessam o mato selvagem e os pinhais da reserva natural da Eslováquia. Para os mais aventureiros, o pico de Chopok oferece um “drop” vertical de mil metros e variadas áreas de “freeride”. Já para os iniciantes existem diversas escolas de ski. Esta localidade é conhecida por ser calma, pelas cervejas locais e pelos quentes pastéis “pierogi”.

Bansko, Bulgária

Bansko oferece não só boas condições de neve e uma boa caneca de chocolate quente à lareira, como também uma grande aventura para amantes de ski. Descer à velocidade máxima pelas clareiras vertiginosas é algo pelo qual todos os adeptos do desporto irão delirar mas pistas mais seguras também existem e são opção para os mais recatados.

Kranjska Gora, Eslovénia

Sossegada e familiar, esta estância compensa a falta de terreno desafiante com as suas pistas mais pequenas e a sua paisagem deslumbrante. Possui uma pista preta do Campeonato Mundial que tem vindo a testar as estrelas do “slalom” há mais de 50 anos e, apesar da sua elegância, Kranjska Gora não está disponível apenas a preços elevados.

Popova Sapka, Macedónia

Situada entre os picos das montanhas Dináricas, Popova Sapka é mais alta que a maioria das estâncias da Europa do Leste. É perfeita para quem procura um local escondido e as pistas macias e intactas valem a viagem, especialmente porque serão praticamente privadas. Popova Sapka alberga a única operação “snowcat” da Europa, o que significa que é possível fazer “freeride”.

Relacionadas

São Martinho: sítios para comer castanhas e beber vinho

Como um bom português costuma dizer no dia de São Martinho “comem-se as castanhas e prova-se o vinho”. Para quem não abdica da tradição popular, a Momondo apresenta os locais ideais para aproveitar a festa do Magusto.

Europa sobre rodas: estas são as melhores cidades para conhecer de bicicleta

A pé, de carro ou de bicicleta. São muitas as formas de fazer turismo e variadas as preferências. Para quem o ideal é pedalar pela cidade, a Momondo elegeu as oito melhores cidades europeias para conhecer de bicicleta. Veja quais são e as recomendações do motor de busca sobre cada uma.

Passar férias nestes destinos é mais barato do que ficar em Portugal

Por vezes viajar para destinos exóticos fica mais barato do que visitar capitais europeias servidas por voos low cost, normalmente preferidas pelos portugueses.
Recomendadas

Europa consolida segunda posição no mercado mundial de cruzeiros

A contribuição económica da indústria europeia de cruzeiros – perto de 48 mil milhões de euros em 2017 – traduz um aumento de 16,9% desde a última pesquisa em 2015, segundo David Dingle, presidente da CLIA – Associação Internacional de Linhas de Cruzeiros.

Cadeia RIU ignora Brexit e compra hotel por 250 milhões de euros em Londres

A rede hoteleira espanhola Riu Hotels & Resorts comprou o primeiro hotel no Reino Unido para aproveitar o crescimento do turismo na capital Londres.

Hoti Hotéis Inaugura hotel em Maputo

Quatro maior grupo nacional de hotelaria recorreu ao Fundo Português de Apoio ao Investimento em Moçambique para realizar o projeto. O complexo terá 171 quartos.
Comentários