Openbank está a contratar para ‘hub’ tecnológico

Apesar do centro de desenvolvimento tecnológico abrir em Valência, o processo de recrutamento prevê a contratação de perfis de diferentes países, nos quais se inclui Portugal.

O banco 100% digital Openbank, que faz parte do grupo Santander, está a contratar funcionários para o primeiro hub tecnológico em Valência. O objetivo do Openbank é criar 200 novos postos de trabalho para engenheiros de software e especialistas na cloud, cibersegurança e Big Data.

Apesar do centro de desenvolvimento tecnológico abrir em Valência, o processo de recrutamento prevê a contratação de perfis de diferentes países, nos quais se inclui Portugal, uma vez que o Openbank aposta num modelo de trabalho híbrido e presencial.

O banco digital do grupo Santander está à procura de profissionais na área da engenharia e arquitetura de software para criação de aplicações web e mobile, bem como especialistas em Big Data. Atualmente, e devido à dinâmica, a equipa do Openbank é composta por mais de 30 nacionalidades.

O Openbank está em processo de expansão internacional e quer reforçar a presença no mercado português, onde iniciou atividade em 2020. Com a expansão, o banco digital pretende lançar o seu modelo de negócios em países como os Estados Unidos e a Argentina nos próximos meses.

Recomendadas

Banco italiano Intesa Sanpaolo sobe lucros para 3.023 milhões no primeiro semestre

As receitas ascenderam a 10.674 milhões de euros, mais 1,7% em comparação com os 10.494 milhões de euros obtidos no primeiro semestre de 2020, e os custos foram de 5.255 milhões de euros, menos 2,7%

Banco Angolano de Investimentos aliena participações sociais na Griner e Novinvest por 13 milhões

Estas operações inserem-se na estratégia de separação de atividade financeiras e não financeiras do grupo BAI, permitindo, simultaneamente, a criação e desenvolvimento de grupos não financeiros angolanos que contribuam para o crescimento do país.

Commerzbank agrava prejuízos para 394 milhões de euros no primeiro semestre

O Commerzbank, segundo maior banco comercial privado da Alemanha, informou que as receitas totais melhoraram no primeiro semestre para 4.353 milhões de euros (+5,5%).
Comentários