Os cadernos de encargos para uma nova geringonça

PCP rejeita acordos escritos e prefere acordos pontuais tendo em conta avanços em matérias como salários e pensões. Bloco quer reversão de medidas laborais da troika e mais investimento na saúde. PS avisa que “contas certas” são para continuar.