Os ‘gadgets’ mais antecipados do outono

Do Samsung Galaxy Fold ao OnePlus 7T conheça alguns dos equipamentos mais ansiados pelo mercado.

Apple iPhone 11

Há dois anos o iPhone X inaugurou uma nova era no design do iPhone, com margens pequenas, ecrãs OLED, reconhecimento facial, etc. Depois dos iPhone XS e XR refinarem esta fórmula, estando as vendas a descer, o iPhone 11 pode ser a oportunidade de reconquistar mercado. No entanto, os rumores e fugas de informação apontam que os novos iPhone serão mais um refinamento do que uma revolução da linha. Mas isso não quer dizer que não tenham melhorias significativas mesmo que o 5G, o ecrã 120Hz e mais fique provavelmente para 2020. Para começar os sucessores do iPhone XS Max e XR poderão chamar-se iPhone 11 Pro e 11 Pro Max e 11R, e quase de certeza (a Apple já lançou enviou convites para um evento) ser apresentados a 10 de setembro e disponíveis para pré-encomenda no mudar de estação.

As câmaras serão das partes mais melhoradas segundo ‘leaks’ notórios como Steve H.McFly, incluindo a adição de uma nova câmara traseira em todos os modelos, uma telefoto no 11R e ultra grande angular nos 11 Pro e 11 Max. Nos modelos de topo (ou seja tirando o R) deverão estar dispostas triangularmente com o flash numa ilha de câmaras quadradas. Será uma das principais mudanças no design destes aparelhos. A câmara frontal também deverá ser melhor.

O célebre analista de tudo Apple, Ming-Chi Kuo, pelo seu longo historial de previsões acertadas, antecipa também a perda do método de interação 3D Touch em todos os modelos, com uma parcial substituição das suas funcionalidades pelo Taptic Engine, que não mede a pressão do toque, lançado no iPhone XR. O mesmo analista indica que a próxima geração de iPhones vai conseguir carregar outros aparelhos com carregamento sem fios bastando encostar as traseiras. Prevê também baterias significativamente maiores.

Existem outro rumores como novas cores, uma substituição do cabo Lightning por USB tipo C, suporte para o Apple Pencil, mas são menos sustentados.

Microsoft Surface

A Microsoft convidou esta quarta-feira a imprensa para um evento a 2 de outubro, na qual se espera notícias acerca da sua linha Surface. Principalmente sobre um Surface Laptop 3 e Surface Book 3, Surface Pro 7, Surface Studio 3 e talvez um Surface Go. Talvez apresente também um Surface dobrável com dois ecrãs, um aparelho sob rumores e alegadamente em testes segundo o site The Verge. Mas não teria um ecrã flexível, tendo antes dois ecrãs 4 por 3 de 9 polegadas.

A imprensa alemã indica que todas as novas variantes do tablet terão conetividade 4G LTE, independentemente do processador, que ou será um Intel Core de décima geração ou um Qualcomm Snapdragon 8cx. A entrada DisplayPort também deverá ser substituída por USB Tipo C, a capa teclado mais leve e fina, as margens poderão ser mais finas e a bateria aumentada.

Microsoft Surface Event 2019: Alles, was wir erwarten und wissen

 

Google Pixel 4

Ainda não sabe se é na quarta geração que os telemóveis Google Pixel vão finalmente ser lançados em Portugal. Uma pena, pois esta série destaca-se pelo software Android puro e sempre atualizado e as câmaras de altíssima qualidade, e espera-se que nesta geração façam um grande salto noutras áreas, como o ecrã e o design.

No design espera-se algo diferente da competição, pois a frente do Google Pixel teria uma margem completa e ligeiramente maior em cima, em vez duma ‘notch’, entalhe ou buraco no ecrã, e as restantes seriam moderadamente pequenas, incluindo o queixo, a margem inferior. O leitor de impressões digitais também deverá passar para debaixo do ecrã. O design também será alterado por trás, como a Google já confirmou por ‘tweet’, com a adição de uma câmara traseira telefoto para melhor zoom e retratos.

Exclusive: Google Pixel 4 and 4 XL will have 90Hz ‘Smooth Display’, 6GB of RAM, more

Os ecrã do Google Pixel 4 deverá ter 5,7 polegadas de diagonal e o do Pixel 4 XL 6,3, 1080p e 1440p respetivamente, tal como dantes, mas agora com proporções 19 por 9. A grande melhoria seria na taxa de atualização, que aumentaria 50% para 90Hz, resultando num ecrã muito suave, como já o de alguns telemóveis ‘gamer’ e o OnePlus 7 Pro.

OnePlus 7T

Desde 2016 que a chinesa OnePlus segue a estratégia de atualizar os seus telemóveis de seis em seis meses, adicionando sempre um T ao número na versão de outono. Este ano parece não ser exceção com rumores de que em setembro serão apresentadas as versões T tanto do OnePlus 7 como do superior OnePlus 7 Pro, as melhorias deverão ser moderadas, mas ajudarão a manter esta marca de topos de gama acessíveis super competitiva, especialmente na área fotográfica, ecrã e bateria.

Samsung Galaxy Fold

O inovador ‘phablet’ flexível e dobrável da Samsung foi inicialmente apresentado em fevereiro, mas o lançamento inicial correu mal, com a dobradiça e cobertura plástica do ecrã do smartphone a riscar-se e/ou partir-se facilmente. Com um preço de quase 2000 dólares (1800 euros), o Galaxy Fold teve o seu lançamento adiado para setembro. Apesar da Samsung admitir que o aparelho é para consumidores precoces e não para o ‘mass market’, estando já a preparar um sucessor mais refinado para 2020, de certeza que espera que desta vez haja muito menos críticas à durabilidade do aparelho.

O Fold tem um pequeno ecrã exterior 21 por 9 de 4,6 polegadas e um dobrável interior de 7,3 polegadas e 4,2 por 3, de maior resolução. É extremamente grosso, 15,5 mm e pesado, 263 gramas. Mas quando aberto tem um ecrã muito maior do que qualquer telemóvel e a Samsung espera que isso ajude a compensar as inconveniências do novo formato e o alto preço. As restantes especificações também são de topo, dos 12 GB de RAM e 512 de armazenamento ao processador e câmaras.

Ler mais
Recomendadas

Deco: Cafés e restaurantes podem proibir clientes de ler ou estudar

Apesar da lei permitir a proibição de leitura ou o estudo no espaço do estabelecimento, há situações que são questionáveis e, sem dúvida alguma, há uma invasão dos direitos do consumidor. Portanto, se alguma vez sentir que estão a privar a sua liberdade individual reclame!

Vive em união de facto? Saiba quais são os seus direitos

Ouviu dizer que, hoje em dia, as uniões de facto produzem os mesmos direitos que os casamentos? Não é inteiramente verdade. Fique a par dos direitos dos unidos de facto.

Siga estas dicas para aumentar a vida da bateria dos seus equipamentos

Um uso intensivo, num ambiente quente, também não é recomendável, pois a bateria pode sobreaquecer e provocar uma descarga mais rápida ou até mesmo danificar o equipamento.
Comentários