Pandemia obriga startup de biotecnologia a reinventar-se e avançar para a produção de desinfetantes

Com 12 anos de atividade, a Inokem, especializada em soluções químicas e biológicas, reinventou-se e adaptou-se às necessidades da pandemia da Covid-19 e anuncia agora que vai desenvolver desinfetantes únicos que podem prevenir a propagação do vírus.

desinfetante

A startup portuguesa de biotecnologia Inokem vai desenvolver desinfetantes únicos, não só para pessoas, mas também para roupa, calçado e vias urbanas, que podem prevenir o contágio por Covid-19.

De acordo com a nota divulgada esta terça-feira, estes produtos serão feitos a partir de materiais compatíveis com o meio ambiente. Como tal, 96% das suas soluções são feitas com matérias-primas 100% biodegradáveis, que permitem caminhar para um impacto ambiental zero.

Os desinfetantes que serão desenvolvidos para dar resposta a esta pandemia têm, cada um, as suas especificidades. O sistema de desinfeção em humanos passa pela aplicação em túneis, em sistemas individuais de descontaminação para contenção pandémica. Já o desinfetante têxtil permite, nas lojas de roupa, operar uma desinfeção em menos de 12 segundos das roupas expostas para que os clientes possam experimentá-las em segurança. Por seu turno, o desinfetante urbano pode ser usado em espaços exteriores e interiores, potenciando uma maior desinfeção de espaços públicos e não só. O mesmo pode também ser aplicado a mercadorias.

Esta não é a primeira vez que a Inokem atua no campo das epidemias, tendo já desenvolvido uma gama de desinfetantes específicos com notoriedade de mercado e com comprovação científica, entre elas: influenza (Gripe A – H1N1), Gripe Suína, SARS e MERS.

“Por isso, não podíamos ficar indiferentes ao que se está a passar no mundo com a Sars-COV-2 e a transformação que fizemos levou-nos a colocar ainda mais em primeiro plano a biotecnologia e a sustentabilidade”, afirma Pedro Santos Martins, CEO da Inokem, que acrescenta que a missão desta startup passa por querer ajudar a recuperar a economia e a restaurar a sociedade portuguesa.

Recomendadas

Fundador da Barkyn vence Prémio João Vasconcelos – Empreendedor do Ano 2020

André Jordão criou uma empresa com um serviço de subscrição para animais de estimação que inclui alimentação personalizada e veterinário à distância.

Startups chinesas aceleram rumo aos elétricos inspirados pela Tesla

Apesar da China estar a reduzir os apoios à compra de veículos elétricos, a Tesla está a ganhar valor de mercado, bem como a verificar um aumento de vendas no território chinês.

Tecnológica Didimo recebe investimento de 1 milhão de euros

A startup do Porto, que se dedica a criar “humanos digitais”, recebeu em dezembro um financiamento de mais de 6 milhões de euros. A nova ronda teve por trás a Armilar Venture Partners, a Bright Pixel e a PME Investimentos.
Comentários