PCP questiona “recusa” de Bruxelas em negociar a compra conjunta da vacina russa

O eurodeputado comunista João Ferreira considera “inexplicável” a recusa de Bruxelas em negociar a compra conjunta da Sputnik V e nota que há vários Estados-membros que, perante as “falhas” na estratégia de vacinação europeia, estão a negociar a compra da vacina de forma bilateral.

O Partido Comunista Português (PCP) por que é que a Comissão Europeia não está a negociar a compra da vacina russa, Sputnik V. O eurodeputado João Ferreira considera “inexplicável” a recusa de Bruxelas em negociar a compra conjunta da Sputnik V e nota que há vários Estados-membros que, perante as “falhas” na estratégia de vacinação europeia, estão a negociar a compra da vacina de forma bilateral.

Numa pergunta enviada à Comissão Europeia, João Ferreira indica que a Comissão Europeia “afirmou não ter qualquer intenção” de assinar um contrato preliminar para a aquisição da vacina russa. Segundo o eurodeputado do PCP, essa decisão bloqueia “uma possibilidade de negociação e compra conjunta da mesma, que beneficiaria o conjunto dos Estados-Membros” e acelerar o ritmo de vacinação.

Perante esta “recusa”, João Ferreira dá conta de que o ministro da Saúde alemão, Jens Spahn, veio esta quinta-feira anunciar que a Alemanha vai negociar a compra da vacina Sputnik V, de forma bilateral, juntando-se assim a outros Estados-membros que “decidiram avançar para a diversificação da compra de vacinas, para acelerar o ritmo de vacinação e garantir, mais rapidamente, maiores níveis de proteção das respetivas populações”.

“Esta decisão da Comissão Europeia é tanto mais inexplicável quanto a vacinação continua a progredir a um ritmo inferior ao anunciado aquando do arranque do processo, fruto de sucessivos incumprimentos por parte das multinacionais com as quais foi negociada a compra de vacinas e dos problemas mais recentes surgidos com a vacina da AstraZeneca”, defende João Ferreira, na pergunta enviada à Comissão.

O eurodeputado do PCP quer, por isso, saber “quanto tempo demorou a Agência Europeia do Medicamento a fazer a avaliação de cada uma das vacinas já aprovadas e quando se espera que esteja concluído o processo de avaliação da Sputnik V”. Questiona ainda se houve, de facto, uma recusa em negociar a compra conjunta da vacina russa e qual a justificação para essa decisão.

Recomendadas

Covid-19: Portal do auto-agendamento para vacinação começa hoje a funcionar (com áudio)

As pessoas com mais de 65 anos já podem escolher a data e o local para serem vacinados através do Portal do Auto-agendamento para Vacinação contra a Covid-19, que entra esta sexta-feira em funcionamento.

Covid-19: Incidência acumulada na Alemanha continua a subir

A incidência acumulada de covid-19 em sete dias aumentou na Alemanha para 164 casos por 100 mil habitantes, em comparação com 161,1 de quinta-feira, com 27.543 novas infeções nas últimas 24 horas.

Movimento ‘Save the Travel Industry’ escolhe o Algarve para mostrar que é possível viajar em segurança

Com este propósito, seis representantes de reconhecidas agências de viagens do mercado alemão, que integram este movimento, estão na região do Algarve durante uma semana, de 18 até ao próximo dia 25 de abril.
Comentários