Pedro Pinto junta-se a Adão Silva na disputa da liderança do grupo parlamentar do PSD

Pedro Pinto disse já ter falado com algumas pessoas para integrarem a sua lista, mas não quis ainda avançar nomes, numa eleição marcada para dia 17 de setembro.

O deputado e antigo vice-presidente do PSD Pedro Pinto confirmou hoje à Lusa que será candidato à liderança do grupo parlamentar social-democrata, numa eleição marcada para dia 17 e à qual concorre também Adão Silva.

A notícia de que o ex-líder da distrital de Lisboa estaria a preparar uma candidatura alternativa à do atual primeiro vice-presidente de Rui Rio (líder do partido e da bancada) foi avançada hoje à tarde pela edição online do jornal i.

Em declarações à agência Lusa, Pedro Pinto confirmou que irá avançar: “Sou candidato à liderança do grupo parlamentar e já informei o presidente do partido”, disse.

Pedro Pinto disse já ter falado com algumas pessoas para integrarem a sua lista, mas não quis ainda avançar nomes.

“Quero apresentar uma grande equipa”, assegurou.

De acordo com o regulamento interno do grupo parlamentar do PSD, as listas à direção da bancada têm de ser subscritas por um mínimo de 5% dos Deputados (no caso, quatro parlamentares) e apresentadas ao presidente do Grupo Parlamentar ou ao vice-presidente que o substituir, até dois dias antes das eleições, ou seja, até à próxima terça-feira.

Pedro Pinto tem sido crítico da atual liderança do PSD e apoiou na última disputa interna o antigo presidente do grupo parlamentar do PSD Luís Montenegro.

Ler mais
Recomendadas

Parlamento discute hoje e vota referendo sobre a eutanásia na sexta-feira

O parlamento discute hoje e vota na sexta-feira uma proposta de referendo sobre a eutanásia, que divide direita e esquerda, mas em que há um bloco maioritário para a “chumbar”, do PS, BE, PCP, PAN e PEV.

OE2021: Federação sindical pediu alterações ao BE e ao PS

A Federação de Sindicatos da Administração Pública (FESAP) pediu hoje aos deputados do Bloco de Esquerda e do Partido Socialista que proponham alterações ao Orçamento do Estado (OE) para 2021 que respondam às reivindicações dos funcionários públicos.

Marcelo promulga diploma que reduz debates europeus na AR para dois por semestre

O Presidente da República promulgou hoje o diploma aprovado por PS e PSD que reduz os debates europeus no parlamento para dois por semestre, depois de ter vetado uma primeira versão que previa apenas um por semestre.
Comentários