Pedro Santana Lopes vai ser Presidente da Fundação Ricardo Espírito Santo

Pedro Santana Lopes vai presidir à Fundação Ricardo Espírito Santo para dinamizar a atividade de museu de artes e ofícios. Um novo modelo de negócio e uma estratégia de captação de mecenato são os desafios do ex-Provedor da Santa Casa.

Cristina Bernardo

A administração da Santa Casa da Misericórdia de Lisboa convidou o ex-provedor Pedro Santana Lopes para a presidência da Fundação Ricardo Espírito Santo Silva, soube o Jornal Económico.

Atualmente a Fundação, que tem Conceição Amaral como administradora executiva, tem como presidente o Provedor da Santa Casa Edmundo Martinho que terá antes de renunciar para que Santana Lopes seja nomeado.

O cargo de Presidente da Fundação é não remunerado, soube o Jornal Económico.

A escolha de Santana Lopes tem como finalidade dinamizar a instituição que tem o nome do célebre banqueiro do Estado Novo. A Fundação Ricardo Espírito Santo Silva, também conhecida como Museu de Artes Decorativas, precisa de um novo modelo de negócio, precisa de uma estratégia e precisa de mecenas e esse vai ser o grande desafio de Santana Lopes.

A Fundação Ricardo Espírito Santo é gerida hoje pela Santa Casa, depois de ter celebrado um protocolo com a Misericórdia, na sequência do turbilhão em que se viu envolvida com o colapso do GES. As dificuldades da instituição dedicada às artes e ofícios são recorrentes desde a queda do império Espírito Santo, em 2014. Em setembro do ano passado, a Fundação tinha deixado de pagar os salários atempadamente aos seus cerca de 130 professores e funcionários.

A Fundação Ricardo do Espírito Santo Silva recebeu o nome do banqueiro Ricardo do Espírito Santo Silva (1900-1955), que em 1947 comprou o Palácio Azurara, do século XVII, para expor parte da sua colecção de artes decorativas: mobiliário, têxteis, pratas, pintura, cerâmica. O Palácio Azurara foi restaurado com a colaboração do Arquitecto Raul Lino.

Para além da presidência da Fundação Ricardo Espírito Santo, Pedro Santana Lopes vai ser ainda o novo presidente da Instituto Sá Carneiro. O ex-candidato a líder do PSD, foi contactado pelo Jornal Económico, mas não comentou, limitando-se a dizer que “sou advogado”.

(atualizada)

Ler mais

Relacionadas

Santana Lopes convidado a liderar lista ao Conselho Nacional do PSD

O presidente eleito do PSD, Rui Rio, diz que quer uma lista única de consenso alargado para o Conselho Nacional, mas resta saber se o antigo provedor da Santa Casa da Misericórdia vai aceitar.

Portugal com 450 Fundações com ativos totais de 5 mil milhões de euros

As Fundações abrem portas na próxima semana para festejar o Dia Europeu das Fundações. Portugal conta com 450 fundações ativas, atuando em diversas áreas com ativos totais na ordem dos 5 mil milhões de euros.

Fundação Ricardo Espírito Santo com mais salários em atraso

A instituição de arte e ofícios não regularizou o pagamento dos meses de março e abril.
Recomendadas

Covid-19: UE, Eurogrupo e BCE pedem respostas “engenhosas e construtivas” à crise

Os presidentes do Conselho Europeu, Eurogrupo, Comissão Europeia e Banco Central Europeu pediram hoje aos ministros das Finanças da zona euro para serem “engenhosos e construtivos” nas respostas à crise da covid-19, recordando os “instrumentos e instituições existentes”.

Jornal Económico adopta semana de trabalho de quatro dias para enfrentar crise causada pela pandemia

Decisão permite assegurar manutenção de todos os postos de trabalho e garantir a qualidade editorial do jornal enquanto durar a crise da Covid-19, que já terá levado a uma queda de cerca de 50% nas receitas publicitárias da imprensa.

Queijaria Vale da Estrela inicia vendas ‘online’

Com esta decisão, a queijaria detida por Jorge Coelho torna possível a encomenda com entrega diretamente em casa, abrangendo inicialmente apenas a região da Grande Lisboa e Porto, num período em que se vivem restrições de mobilidade em todo o País.
Comentários