Pesquisam opiniões, preços e informações na internet: o que fazem os portugueses antes de comprar online?

Inquérito sobre e-commerce realizado em parceria entre o Portal da Queixa e a empresa Netquest, quis perceber quais são os comportamentos dos portugueses na hora de comprar online, o que pesquisam e onde, e se são influenciados na decisão de compra.

Mais de metade dos portugueses utilizam a internet para pesquisa de opiniões, preços e informações, de acordo com um inquérito sobre e-commerce realizado em parceria entre o Portal da Queixa e a empresa Netquest. Dos mais de 5 mil inquiridos, 53% afirmam que consultam “sempre” as opiniões de outros clientes na internet antes de fazerem compras online e só 3% “nunca” consultaram nenhum tipo de informação antes de realizar o mesmo procedimento.

Antes de fazerem as compras online, oito em cada dez dos inquiridos optam por comparar preços ou funcionalidades, bem como a opinião de outros consumidores em sites e plataformas, como o Portal da Queixa, sendo que os homens comparam mais os produtos e serviços do que as mulheres, mas procuram menos as opiniões de outros consumidores.

O mesmo número de consumidores do ponto anterior consultam informação, antes da compra online em motores de busca. Mais de metade usa o site da marca ou comparadores de preço, enquanto que quatro em cada dez utilizam o Portal da Queixa.

Os homens são quem mais utiliza os comparadores de preço, enquanto as mulheres destacam o uso do Portal da Queixa e das redes sociais.

Recomendadas

Vai de férias? Siga estas dicas para aceder sempre à internet em segurança

“Uma das dicas fundamentais é não visitar qualquer site confidencial, serviços bancários ou de comércio online onde os pagamentos são feitos por rede aberta”, explica a empresa Sophos Iberia.

Famílias já podem pedir os passes para viajar em Lisboa

O Governo tinha prometido que os passes chegavam no mês de julho mas os responsáveis tiveram de estudar a forma como iriam interligar estes mesmos passes, e só conseguiram que o passe para as famílias chegasse em agosto.

Empregos de secretariado: recrutamentos crescem e idade dos recrutados também

Raquel Afonso conta ao Jornal Económico como se tornou Executive Assistant do Gabinete da Presidência do Estádio do Sport Lisboa e Benfica – Porta 18. Em Portugal, segundo a Michael Page, os fundos de investimento imobiliário, sociedades de advogados e multinacionais tecnológicas lideram recrutamentos na área do secretariado.
Comentários