Plataforma ComparaJá reforça equipa de gestão

José Figueiredo é licenciado em Engenharia e Gestão Industrial, no Instituto Superior Técnico, com um MBA, pela Harvard Business School.

O ComparaJá.pt, plataforma online gratuita de simulação e análise de produtos e serviços financeiros, nascida em meados de 2015, acaba de integrar José Figueiredo na sua equipa de gestão, assumindo a posição de codiretor-geral.

O profissional, que iniciou a carreira no Boston Consulting Group em 2007, junta-se à startup portuguesa com vista a impulsionar o estabelecimento de novas parcerias comerciais numa altura em que a plataforma prepara o lançamento do serviço de comparação de novos produtos, nomeadamente o Seguro Automóvel e as Telecomunicações.

“Estou altamente motivado com o desafio de ajudar o ComparaJá.pt a revolucionar a forma como os portugueses lidam com as suas Finanças Pessoais. Se a utilização de comparadores online já é indispensável para os consumidores nacionais em setores como o Turismo ou a Tecnologia, estou certo de que a comparação de produtos financeiros rapidamente integrará os hábitos de consumo no nosso país”, confessa o novo codiretor-geral.

Sérgio Pereira, fundador e codiretor-geral da plataforma, refere que “a experiência e dinâmica do José Figueiredo serão contributos essenciais para conseguirmos afirmar o ComparaJá.pt enquanto plataforma de referência na hora de contratar os diferentes produtos financeiros em Portugal”.

O portal financeiro independente foi desenvolvido com o propósito de responder às necessidades dos consumidores nacionais de disporem de uma ferramenta gratuita com a qual pudessem identificar e adquirir produtos financeiros num processo rápido, intuitivo e fidedigno.

 

Ler mais
Recomendadas

Portugueses da Indico investem em empresa alemã de trotinetes

O primeiro fundo privado de investimento em capital de risco português investiu 3,25 milhões na TIER, principal empresa europeia de micro mobilidade.

PremiumCimeira de investidores voltou a Lisboa mas startups querem Silicon Valley

Nuno Fonseca, CEO da Sound Particles, criou a empresa em Leiria, mas, neste momento, 60% dos clientes são da Califórnia. O empresário português considera que as startups devem abrir horizontes e olhar para o “mercado global”.

Câmara de Lisboa pede desculpa por ainda não ter revelado contrato com Web Summit

O contrato com a Web Summit só vai ser revelado depois da autarquia e a organizada da conferência chegarem a acordo sobre as cláusulas a serem expurgadas.
Comentários