Pode preparar o casamento. Casados tendem a viver mais tempo

Estudo analisou as taxas de mortalidade entre os diversos grupos consoante o seu estado civil.

Os casados vivem mais tempo do que os solteiros, divorciados ou viúvos. O estilo de vida mais saudável que os casados fazem em relação aos outros grupos ajuda a explicar a longevidade das pessoas que contraem matrimónio.

A conclusão é de um estudo realizado pela Bloomberg analisando os dados da população dos Estados Unidos da América que comparou as taxas de mortalidade entre solteiros, divorciados ou viúvos e casados.

O estudo sugere que as pessoas mais saudáveis têm uma maior probabilidade de casar, e quando casam têm a tendência a correr menos riscos físicos, têm uma dieta mais equilibrada e vão a consultas médicas com maior regularidade.

Segundo a Bloomberg, a taxa de mortalidade entre os casados é de 779,6 por cada 100 mil pessoas, comparada com a taxa de 1.368 para os divorciados. Os viúvos contam com uma taxa de 1.656, enquanto os solteiros registam uma taxa de 1.443.

De todos os estados civis, as mulheres casadas com idade superior a 25 anos têm a menor taxa de mortalidade, sendo ainda significativamente mais baixa que a dos homens. Por sua vez, os homens viúvos apresentam a taxa de mortalidade mais elevada – 2.239 por 100 mil pessoas -, embora se tenha mantido estável nos últimos anos. Já a taxa para as mulheres viúvas cresceu 5% desde 2010 para os 1.482. Já a taxa para mulheres solteiras (nunca casadas) caiu 3% entre 2010 e 2017.

Nos Estados Unidos, a taxa de mortalidade dos norte-americanos com mais de 25 anos que estão casados apresentou uma quebra de 7%, entre 2010 e 2017. Estes dados revelados pelo centro de estatística indicam que as pessoas casadas têm tendência para viver mais tempo.

Desde 1999 que os casamentos em Portugal têm vindo a cair, mas parece que a tendência pode estar a mudar. No ano passado foram registados 34.637 casamentos só em Portugal, igualando dados de 2012.

Em fevereiro, o Eurostat indicou que os portugueses têm a quarta taxa mais baixa quando se trata de ‘dar o nó’ e o Instituto Nacional de Estatística (INE) sustentou que os portugueses estão a casar cada vez mais tarde. Atualmente, os casamentos em Portugal podem custar entre 15 mil euros e 25 mil euros, dependendo de vários fatores, contando já com copo d’água, lembranças e lua de mel.

Ler mais
Relacionadas

Casamentos custam em média 25 mil euros. Deve financiar com crédito pessoal?

Pedir um empréstimo pode ser a solução para fazer face aos elevados custos que um casamento pode implicar, mas será que deve financiar a cerimónia com recurso a um crédito pessoal? Veja os prós e contras neste artigo.

Portugal tem a terceira taxa de casamentos mais baixa da União Europeia

No dia internacional do amor, o Eurostat traz “más” notícias: por cada 1.000 habitantes em Portugal apenas três casam. A par com a Eslovénia, a Itália e o Luxemburgo é dos países da União Europeia com menos casamentos face à população.
Recomendadas

Dia internacional da gaguez: “Vou passar o dia a gaguejar em modo comemoração”, diz Joacine Katar Moreira

A deputada eleita pelo Livre colocou a gaguez na ordem do dia em Portugal. O seu partido vai pedir ao Parlamento para conceder tolerância de tempo à deputada, invocando um “tratamento igualitário e igualdade de oportunidades” para expor as suas ideias.

Instagram elimina fotografias de um cozido galego por “violência gráfica”

Tudo aconteceu após um comensal galego postar fotos de uma refeição para celebrar o “primeiro cozido da temporada” durante o almoço do domingo. A meio da tarde, o gastrónomo teve uma surpresa por parte da rede social.

Lisboa vai ser palco do World Cities Culture Summit

A próxima cimeira promovida pela rede World Cities Culture de 38 cidades mundiais será organizada pela cidade de Lisboa e acontece entre 23 e 25 de outubro.
Comentários