Portugal emite até 260 milhões de dívida em moeda chinesa na próxima semana

O Governo português recebeu esta terça-feira, 21 de maio, o certificado final da CMVM chinesa para realizar esta emissão.

Cristina Bernardo

Portugal vai aos mercados emitir dívida em moeda chinesa na próxima semana. A emissão desta dívida conhecida como “panda bonds” vai ter lugar no dia 30 de maio, quinta-feira.

O Governo português recebeu esta terça-feira, 21 de maio, o certificado final do regulador de mercado chinês, a CMVM chinesa, para realizar esta emissão.

O montante a colocar são dois mil milhões de renminbi (cerca de 260 milhões de euros), apurou hoje o Jornal Económico.

Pelo Governo português, esta operação está a ser conduzida pelo secretário de Estado Adjunto e das Finanças Ricardo Mourinho Félix.

Se a emissão inaugural correr bem, poderão seguir-se mais operações de “panda bonds”. Esta emissão reveste-se de especial importância pois o mercado chinês conta com uma elevada liquidez, com muito investidores.

Esta porta de entrada na China vai permitir assim a Portugal diversificar a sua base de financiamento.

 

 

 

 

Recomendadas

BCP leva Lisboa a abrir sessão no ‘verde’. Europa em subida generalizada

O BCP puxa pela praça lisboeta, fazendo-a abrir em terreno positivo, ao registar um ganho superior a 2%.

Um dos maiores acionistas da Evergrande anuncia que vai vender participação

A firma de investimento imobiliário Chinese Estates, a principal acionista do grupo Evergrande, anunciou hoje planos para alienar a sua participação na empresa, devido à sua débil situação financeira atual.

Wall Street encerra no ‘verde’ animada com discurso de Powell

No discurso que se seguiu ao anúncio da decisão da Fed de manter as taxas de juro inalteradas, Jerome Powell voltou a sublinhar o impacto da pandemia na economia norte-americana, particularmente em sectores como o turismo, hospitalidade e lazer, e reforçou a disponibilidade do organismo que lidera para manter o apoio à retoma.
Comentários