Portugal movimentou 2,9 mil milhões em operações de M&A desde janeiro

O setor Imobiliário mantém a posição de mais ativo no mercado nacional, mas mostra uma tendência de queda, de acordo com o último relatório da Transactional Track Record.

Desde o início de 2019, o mercado português movimentou cerca de 2,9 mil milhões de euros em operações de fusões e aquisições de empresas, mais 31% do que no mesmo período do ano passado, de acordo com o mais recente relatório da Transactional Track Record (TTR). No entanto, registaram-se menos negócios anunciados (99, menos 12% em termos homólogos).

A última análise mensal deste diretório refere ainda que o setor Imobiliário mantém a posição de mais ativo a nível nacional, mas mostra uma tendência de queda. Os 21 deals contabilizados desde o início deste ano nesta área ficaram 13% abaixo daqueles que foram anotados entre janeiro e abril de 2018. Tal com tem acontecido nos últimos meses, um dos destaques positivos é o crescimento de 29% na Tecnologia, com 18 operações de M&A [Mergers & Acquisitions] durante este período. Já o setor Financeiro teve 10.

Só em abril os anúncios de fusões e aquisições com empresas portuguesas envolveram 985,8 milhões de euros, em 15 operações – um número superior aos 133 milhões de euros e inferior às 22 operações, respetivamente de a abril de 2018. No mês passado sobressaiu o segmento Agricultura, Agroalimentar, Pecuária e Pescam, com sete negócios (entre os quais a compra do grupo Nutre pelo fundo de investimento espanhol Strator).

“No cenário de venture capital, 2019 segue em alta. O número de rondas de investimentos registadas pelo TTR desde janeiro cresceu 71,4%, para 24 operações. Destas, 20 transações tiveram seus valores revelados, totalizando 95 milhões de euros em aportes, alta de aproximadamente 189% em comparação com o mesmo período do ano anterior”, pode ler-se no documento.

Para esta organização, a transação-rainha de abril foi a finalização da venda da Novenergia, dona da Generg, pela Total Eren, por aproximadamente mil milhões de euros. Entre as sociedades de advogados responsáveis pela assessoria jurídica a esta aquisição estiveram a RPR Advogados e a King & Wood Mallesons. Em termos de capital risco, o relatório destacou a ronda de financiamento de série A de oito milhões de euros da startup portuguesa Sword Health, liderada pela Khosla Ventures.

Ranking de assessorias jurídicas

RPR Advogados 1.000 milhões de euros
CMS Rui Pena & Arnaut231 milhões de euros
Cuatrecasas118 milhões de euros

Ranking de assessorias financeiras

Haitong Securities118 milhões de euros
Millennium bcp32 milhões de euros
CaixaBank Corporate Finance23 milhões de euros

*Por valor total de transações

Ler mais
Recomendadas

Assédio moral: local de trabalho e campo de batalha

O assédio, enquanto atitude hostil, persecutória e conspirativa contra um determinado indivíduo é tão antiga quanto a própria humanidade. Daí a importância de defender de forma intransigente aquilo que parece o mais básico: um espaço de trabalho digno dos trabalhadores.

RRP Advogados assessora a BlackRock em contrato de aquisição de energia com a Axpo

A equipa da RRP Advogados foi liderada por Carlos Vaz de Almeida, responsável pela área de prática de “Público e Projetos de Infraestruturas” da sociedade.

PLMJ assessora venda da Terra Verde

A PLMJ Advogados assessorou os acionistas particulares da Terra Verde na venda das suas participações ao Grupo EMMAC, uma multinacional que atua no setor do canábis para fins medicinais.
Comentários