Portugal procura adeptos na China. FPF firma parceria com a maior plataforma chinesa de social media

A parceria com a Weibo é a segunda mais relevante que ocorre em 2021, depois da FPF inaugurado a loja oficial seleção no Alibaba Tmall no início do ano.

Pelas contas da Federação Portuguesa de Futebol (FPF) há na China cerca de vinte milhões de fãs da seleção nacional, mas o regulador máximo do futebol nacional quer mais. E, por isso, fechou uma parceria estratégica com a chinesa Weibo, foi esta sexta-feira anunciado. A Weibo é a maior plataforma de social media na China.

Em comunicado, a FPF salienta que esta é uma forma de reforçar a ligação entre Portugal e a China, através do mundo do futebol. Fechada a parceria, a FPF vai entregar à Weibo “novas experiências e conteúdos exclusivos” para os promover junto dos adeptos do desporto rei na China, procurando aumentar o engajamento que existe na China com o futebol português.

A Weibo irá também trabalhar com a FPF para desenvolver uma comunidade de adeptos oficial e criar um novo “estádio nacional online” para os adeptos verem mais futebol, na China

“A FPF reconhece que a Weibo, ao apoiar a indústria desportiva e acompanhando o seu estilo único de comunicação nas redes sociais, maximizará o alcance e a comunicação com os milhares de adeptos já existentes, bem como com potenciais novos fãs de Portugal na China”, lê-se.

“Esperamos que nossa seleção possa inspirar uma nova geração de jovens futebolistas chineses a atingir todo o seu potencial e estreitar a ligação com milhões de adeptos de Portugal na China que, apesar da distância, estão constantemente a expressar todo o seu apoio que os nossos jogadores tanto valorizam”, sublinha o CMO da FPF, Nuno Moura.

Já Zhan Sheng, general manager da Sina Sports, empresa que controla a Weibo, considera a parceria um marco histórico, uma vez que a FPF é a primeira federação a criar com a Weibo uma parceria estratégica. “No futuro, ambas as partes irão aprofundar a distribuição de conteúdos, operação de eventos e desenvolvimento comercial. A Weibo irá colaborar ativamente com a Federação Portuguesa para aumentar o volume da comunicação digital e otimizar os ativos de social media”, realça.

Atualmente, segundo Sheng, a seleção portuguesa já tem “mais de três milhões de seguidores na Weibo tornando-se na federação com o maior e mais rápido crescimento, assim como o mais elevado nível de envolvimento na Weibo na China”.

O responsável da Sina Sports garante que os seguidores da seleção portuguesa “continuam a crescer a uma média de 30.000 utilizadores por mês, o que a torna na seleção número um na Weibo”. Com visualizações mensais “de mais de dez milhões e milhares de interações, Portugal é uma das Seleções mais relevantes na China, chamando a atenção dos utilizadores da Weibo através de conteúdo atrativo”, segundo Sheng.

A parceria com a Weibo é a segunda mais relevante que ocorre em 2021, depois da FPF inaugurado a loja oficial seleção no Alibaba Tmall no início do ano.

Ler mais
Recomendadas

Sporting CP é campeão nacional de futebol. Conheça dez curiosidades do título leonino

O Sporting sagrou-se campeão português de futebol depois de vencer em Alvalade o Boavista, por 1-0, à 32.ª jornada da Liga NOS. Dezanove anos depois do última Liga ganha, o Sporting conquistou o 19.º título da sua história. O JE apresenta-lhe esta e outras curiosidades do novo campeão nacional.

Sporting CP. Estes são os oito jogadores que mais valorizaram esta temporada

Dos oito jogadores que mais valorizaram, cinco foram formados no Sporting CP. Saiba quem são.

Sporting CP. Plantel valorizou 21% esta época. Entrada direta na Champions rende 23 milhões

O talento da formação foi uma das grandes apostas do Sporting CP para a presente temporada, algo que suscitou desconfiança por parte dos analistas do futebol, por considerarem que o “fosso” para os rivais era demasiado grande para ser combatido com jogadores jovens. Mas Rúben Amorim, também ele um jovem treinador, não só discordou de tais afirmações, como colocou em prática aquilo que sempre foi a estratégia dos ‘leões’ desde a criação da Academia, em 2002.
Comentários