Portugal realizou mais de 1,5 milhões de testes à Covid-19 em setembro

Segundo o SNS, trata-se de uma média de 53,313 testes por dia, sendo que o dia 24 de setembro foi o dia com mais testes efetuados: mais de 77 mil.

No mês que ficou marcado pelo regresso ao trabalho e à escola, Portugal realizou mais de 1,5 milhões de testes à Covid-19 de acordo com os dados divulgados pelo Serviço Nacional de Saúde (SNS), esta terça-feira.

“Em setembro, foram realizados em Portugal 1.599.376 testes de diagnóstico à Covid-19″, entre testes moleculares PCR e testes rápidos de antigénio, revela o SNS, através de uma publicação na rede social Twitter.

Segundo o SNS, trata-se de uma média de 53,313 testes por dia, sendo que o dia 24 de setembro, sexta-feira, foi o dia com mais testes efetuados, mais de 77 mil testes.

Setembro ficou também marcado pelo fim dos testes comparticipados, uma vez que 85% da população já tem a vacinação completa. Ou seja, a população abrangida pela medida passa a ser cerca de 15%.

Apesar deste valor em setembro, julho continuou a ser o mês com mais testes Covid-19 realizados. Segundo o Instituto Nacional Ricardo Jorge (INSA) foi alcançado um novo máximo mensal de testagem à Covid-19 em Portugal, com a realização de mais dois milhões de testes de diagnóstico tanto moleculares PCR como testes rápidos de antigénio.

 

Recomendadas

Fesap exige respostas do Governo sob pena de avançar com formas de luta

A decisão foi tomada pela comissão permanente da FESAP, que considerou que o Governo tem de responder aos problemas dos trabalhadores da administração, porque a proposta de Orçamento do Estado para 2022 não o faz.

Região Norte lidera na vacinação contra a Covid-19 com 88% da população inoculada

Portugal caminha para os 8,9 milhões de cidadãos totalmente vacinados contra o vírus SARS-CoV-2, de acordo com o relatório semanal da Direção-Geral da Saúde.

Goldman Sachs vê EDP a fechar terceiro trimestre com lucros de 505 milhões

Resultados da elétrica nos primeiros nove meses do ano ficariam acima dos 420 milhões do período homólogo de 2020, estima a Goldman Sachs. Mas com o EBITDA a descer, para os 2,48 mil milhões de euros.
Comentários