Portugal vai receber 30 mil vacinas da Johnson & Johnson na quarta-feira (com áudio)

A vacina desenvolvida pela Johnson & Johnson distingue-se das restantes por ser de uma única dose, podendo ainda ser armazenada por um período de três meses num frigorífico regular, facilitando o transporte e distribuição.

Pavlo Gonchar–SOPA Images/LightRocket/Getty Images

O primeiro lote de vacinas da subsidiária farmacêutica Janssen da Johnson & Johnson vai chegar a Portugal esta quarta-feira, 14 de abril, revela o jornal “Público” esta segunda-feira, contendo 30 mil vacinas únicas.

Esta é a quarta vacina aprovada pela Agência Europeia do Medicamento, e também a quarta a chegar a Portugal, depois dos contratos realizados com a Pfizer/BioNTech, Moderna e AstraZeneca/Oxford. A vacina desenvolvida pela Johnson & Johnson distingue-se das restantes por ser de uma única dose, podendo ainda ser armazenada por um período de três meses num frigorífico regular, facilitando o transporte e distribuição.

Com esta chegada a Portugal ainda esta semana, Portugal passa a auferir de 1,9 milhões de doses disponíveis para administrar, dando continuidade ao plano de vacinação elaborado pela Direção-Geral da Saúde (DGS) e task force liderada pelo vice-almirante Henrique Gouveia e Melo. A vacina da subsidiária da Johnson & Johnson vem reforçar o portefólio de doses já existentes no país depois da polémica com as vacinas da AstraZeneca, que fez soar os alarmes em vários países europeus.

O comentador habitual da SIC Luís Marques Mendes admitiu ontem que vão chegar mais de 80 mil doses no mês de abril. “Digo-lhe em primeira mão, mais de 80 mil doses chegam durante o mês de abril”, vincou o ex-líder do PSD ao dia de ontem no Jornal da Noite.

De relembrar que o Governo português contratou um total de cinco milhões de doses únicas da Johnson & Johnson ainda antes desta ter sido aprovada pelo regulador europeu. De acordo com Marta Temido, a entrega das vacinas será espaçada entre o segundo, terceiro e quarto trimestre de 2021, ainda que o calendário das entregas seja provisório.

Ler mais
Recomendadas

Praias. 10 razões pelas quais utentes e concessionárias podem sofrer coimas que vão dos 50 aos mil euros

Desde a violação da obrigação de uso de máscara no acesso à praia, até à violação das regras de cirulação ou o incumprimento do distanciamento social, são algumas das razões para as coimas. As regras para o verão português de 2021 entram em vigor a partir de amanhã, 19 de maio.

Groundforce avisa que pagamento dos salários de maio está em risco com pedido de insolvência pela TAP

O acionista maioritário alerta que o pedido de insolvência também “vai dificultar a operação de venda que se encontra em curso com diversos players internacionais do setor”. Pedro Nuno Santos é ouvido hoje no Parlamento sobre a situação na empresa com 2.400 trabalhadores.

RTP “precisa de reforço” do financiamento para cumprir completamente novo contrato

“Não há qualquer dúvida que para cumprir completamente aquilo que vai estar disposto no futuro contrato de concessão, a RTP precisa de um reforço do seu financiamento e de um reforço orçamental”, reiterou Nuno Artur Silva.
Comentários