Portugal vai suspender administração da vacina da AstraZeneca em alguns grupos etários

A SIC adianta que decisão será anunciada ainda esta quinta-feira pelas autoridades de saúde nacionais, sem adiantar que idades abrangem essa suspensão. A confirmar-se, o travão ao fármaco da AstraZeneca/Universidade de Oxford causará um novo atraso no processo de vacinação em Portugal.

REUTERS

Portugal vai seguir o exemplo de outros países europeus e suspender a administração da vacina da AstraZeneca a alguns grupos etários, avança esta quinta-feira a SIC.

O canal de Paço d’Arcos adianta que decisão será anunciada ainda hoje pelas autoridades de saúde nacionais, sem adiantar que idades abrangem essa suspensão. A confirmar-se, o travão ao fármaco da AstraZeneca/Universidade de Oxford causará um novo atraso no processo de vacinação em Portugal.

A notícia surge um dia depois de a Agência Europeia do Medicamento (EMA) ter concluído que existe uma relação entre a formação de coágulos sanguíneos e a vacina da AstraZeneca — embora tenha frisado “que os benefícios na prevenção da Covid-19 sobrepõem-se aos riscos”— foram vários os países que se juntaram à lista de nações que optaram por restringir a inoculação do fármaco a mais novos, ainda que o regulador europeu não tenha dado essa indicação.

Itália, Espanha, Alemanha, Estónia, Coreia do Sul, Holanda e Filipinas recomendaram que a vacina da anglo-sueca fosse administrada apenas em pessoas até aos 60 anos. Já na Bélgica e no Canadá essa restrição desce para pessoas com menos de 55 anos e na Suécia a toma é apenas permitida a todos com menos de 65 anos.

 

Relacionadas

Lista de países a restringir administração da AstraZeneca em certos grupos etários continua a aumentar

Sete países europeus optaram por limitar a administração da vacina anglo-sueca depois de o regulador da UE ter confirmado a relação com os coágulos de sangue. Por cá, o Infarmed diz que “continuará a acompanhar a situação e atualizará a informação quando necessário”.

Maioria dos portugueses quer ser vacinado apesar de polémica com AstraZeneca

O estudo revela que 63% dos portugueses perdeu a confiança na AstraZeneca, mas ainda assim 55% admite estar disponível para o processo de inoculação.
Recomendadas

Rede Nacional de Expressos reforça ligações em todo o território nacional

Os responsáveis da empresa criticam o facto de Portugal ser atualmente “o único país da União Europeia com este constrangimento de dois terços da lotação do transporte rodoviário, divergindo dos procedimentos europeus e criando dificuldades logísticas e financeiras ao nível do transporte nacional e internacional”.

Regulador europeu reconhece ligação entre vacina da Johnson & Johnson e formação de coágulos sanguíneos

A Agência Europeia do Medicamento concluiu que há uma possível relação entre a formação de coágulos sanguíneos e a administração da vacina da Janssen. Ainda assim, o regulador frisa que os benefícios são superiores aos riscos e que os casos reportados são “muito raros”.

França é o primeiro país da UE a avançar com testes ao certificado digital de vacinação

Caso os ensaios corram bem, o sistema poderá ser adotado para permitir a entrada em eventos ao ar livre, nomeadamente, concertos, festivais e até feiras. Bruxelas espera ter o documento disponível para toda a Europa partir de 21 de junho.
Comentários