Portugueses entre os que menos poupam na zona euro

Taxa de poupança das famílias portuguesas está entre as mais baixas da Zona Euro. Só os gregos poupam menos do que os portugueses.

De acordo com uma versão preliminar de um estudo da Universidade do Minho que será apresentado esta quarta-feira na conferência da Associação Portuguesa de Seguradores, no CCB, a taxa de poupança das famílias portuguesas está entre as mais baixas da Zona Euro, tendo caído mais de 8% na última década

Só a Grécia tem uma taxa mais baixa do que Portugal. Entre 1995 e 2015, as poupanças dos portugueses caíram de 12,5% para 4,2%. Fora da eurolândia, apenas o Reino Unido aparece com uma taxa de poupança com comportamento próximo do português.

Juntando os três escalões no topo dos rendimentos, verifica-se que 30% dos mais ricos são responsáveis por 85% da poupança total. Entre 2005 e 2010, a poupança tornou-se ainda mais concentrada no grupo de famílias com rendimentos mais elevados.

Em contraste, só o ano passado, os mais endividados pertencem à faixa etária entre os 30 e os 65 anos, que representam 50% da população e detinham 93% do endividamento total das famílias portuguesas.
O Credito à habitação representa cerca de 80% do total de endividamento concentrado das famílias.

Recomendadas

5G: Começou hoje a segunda fase da migração das frequências da TDT

A segunda fase da alteração da rede de emissores da televisão digital terrestre (TDT) arrancou esta segunda-feira, 24 de fevereiro, em Vila Nova de São Bento, no concelho de Serpa, um passo essencial para a implementação da quinta geração móvel (5G).

EUA: coronavírus não prejudica, por enquanto, a ‘phase 1’ do acordo comercial com a China

O secretário do tesouro norte-americano, Steven Mnuchin, reconhece que o coronavírus pode atrasar o início das negociações sobre o aprofundamento do acordo comercial com Pequim, mas garantiu não estar preocupado com esse cenário.
catarina_martins_bloco_esquerda_legislativas_1

BE quer subsídio de alimentação da Função Pública como referência para o setor privado

A medida consta de um projeto de lei apresentado pelos bloquistas, que visa que o subsídio diário de alimentação dos trabalhadores do setor privado não seja inferior ao que definido para os trabalhadores da Administração Pública.
Comentários