Preço de venda das casas subiu 9,5% desde março de 2020

Em termos mensais, os preços das casas em setembro de 2021 aumentaram 0,9%, numa diferença marginal face à variação mensal de 0,6% observada quer em junho quer em julho.

O preço de venda das casas em Portugal registou um aumento de 9,5% desde março de 2020, período que coincidiu com o início da pandemia de Covid-19, segundo os dados divulgados pela Confidencial Imobiliário esta quinta-feira, 21 de outubro.

Em termos mensais, os preços das casas em setembro de 2021 aumentaram 0,9%, numa diferença marginal face à variação mensal de 0,6% observada quer em junho quer em julho. Já o terceiro trimestre verificou uma variação trimestral de 2,1%, em desaceleração face aos 4,5% registados no segundo trimestre.

A nível homólogo, os preços das casas subiram 9,4% no mês em análise quase sete pontos percentuais acima dos 2,6% de aumento homólogo observados no início deste ano.

O valor médio do preço de venda atingiu em Portugal continental os 1.895 euros/m2 no terceiro trimestre de 2021, ficando nos 2.438 euros/m2 na Área Metropolitana de Lisboa, 1.905 euros/m2 na Área Metropolitana do Porto e 2.032 euros/m2 no Algarve.

Recomendadas

Imobiliário: tecnologia “abre a porta” a investimentos nacionais e estrangeiros

A tecnologia está a transformar de forma profunda a gestão das transações e o fecho das operações deste sector, numa tendência que já se verificava e que se intensificou com a pandemia e o incremento das soluções tecnológicas, exemplifica Ricardo Sousa, CEO da Century 21 Portugal.

DST executa projeto no Porto Business Plaza numa empreitada de 3,8 milhões

Em comunicado a o grupo DST, diz que a sua subsidiária DTE, “empresa de instalações especiais do dstgroup, está a concluir os trabalhos no Porto Business Plaza, correspondente à reabilitação e reconversão do antigo Central Shopping, no centro do Porto, através da execução do projeto de AVAC e instalações especiais”.

Belas Clube de Campo. Clientes estrangeiros pesam 60% das vendas

Das vendas feitas no empreendimento ‘Lisbon Green Valley’, 60% dizem respeito a clientes do mercado estrangeiro. Com as alterações aos vistos gold no início de 2022, a promotora criou um conjunto de soluções para captar este tipo de investidores.
Comentários